Noticias do Jornal do campo Soberano
Boa leitura!
de forma breve e objetiva, buscamos nesse texto apresentar informações relevantes sobre o abate de bovinos em Mato Grosso. No período de janeiro a setembro de 2023, o estado atingiu um recorde ao enviar 4,53 milhões de cabeças aos anzóis, representando um aumento de 22,16% em relação ao mesmo período de 2022, de acordo com dados do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) com base no Instituto de Defesa Agropecuária (Indea -MT).

Esse resultado surpreendente aponta para um cenário positivo, indicando que 2023 tem potencial para ser o ano de maior abate e produção de carne bovina da história de Mato Grosso. Tal crescimento demonstra a importância do agronegócio para o estado e sua contribuição para o setor pecuário do país.

Vale ressaltar que mesmo com uma ligeira queda de 4,15% em relação a agosto de 2023, setembro bateu o recorde com o abate de 557,37 mil cabeças de bovinos. Além disso, o abate de fêmeas teve uma redução esperada para o segundo semestre, totalizando 37,79% do abate total, com o envio de 210,61 mil cabeças às indústrias.

As perspectivas para os próximos meses incluem a terceira rodada de confinamento, que terá um papel fundamental no volume de gado enviado ao anzol. Vale observar que a segunda rodada praticamente não ocorreu, o que aumenta a importância da próxima etapa para os números do setor.

Patrocinadores

Com essa análise, fica evidente a relevância do agronegócio mato-grossense no cenário nacional. A pecuária bovina desempenha um papel crucial na economia do estado, gerando empregos e contribuindo significativamente para o abastecimento interno e as exportações de carne.

Em conclusão, os números apresentados mostram o bom desempenho do abate de bovinos em Mato Grosso nos últimos meses, apontando para a possibilidade de um ano de sucesso para o setor em 2023. Essa tendência evidencia a importância do estado no agronegócio brasileiro e o papel fundamental que desempenha na produção de carne bovina.

A seguir, apresentamos cinco perguntas frequentes sobre o abate de bovinos em Mato Grosso:

1. Qual foi o volume de bovinos abatidos em Mato Grosso de janeiro a setembro de 2023?
R: Durante esse período, foram abatidas 4,53 milhões de cabeças de bovinos em Mato Grosso.

Patrocinadores

2. Qual a taxa de crescimento do abate de bovinos em relação ao mesmo período de 2022?
R: Houve um aumento de 22,16% no abate de bovinos em comparação com o ano anterior.

3. Qual é a perspectiva para o setor de abate de bovinos em Mato Grosso em 2023?
R: As perspectivas são positivas, indicando que este ano poderá ser o de maior abate e produção de carne bovina da história do estado.

4. Qual foi o abate de bovinos em setembro de 2023 em Mato Grosso?
R: Em setembro, foram abatidas 557,37 mil cabeças de bovinos, representando um recorde para este mês.

5. Qual é a participação das fêmeas no abate total de bovinos em Mato Grosso?
R: A participação das fêmeas no abate total atingiu 37,79% no segundo semestre de 2023, com 210,61 mil cabeças enviadas às indústrias.

Patrocinadores

Acompanhe as principais notícias do agronegócio brasileiro e fique por dentro das novidades do setor! Mantenha-se informado e atualizado sobre as tendências, números e acontecimentos relevantes. Não deixe de nos acompanhar para mais informações sobre o abate de bovinos e outros temas relacionados à pecuária no Brasil.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo
Gostou das nossas dicas? Possui alguma outra que gostaria de compartilhar com a gente?
Escreva para nós nos comentários!

Verifique a Fonte Aqui

De janeiro a setembro de 2023, o abate de bovinos em Mato Grosso atingiu recorde para o período, com 4,53 milhões de cabeças encaminhadas aos anzóis, informa o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), com base em dados do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea -MT).

O volume representa um aumento de 22,16% em relação ao resultado obtido no mesmo período de 2022.

Patrocinadores

Esse resultado, afirmam analistas do Imea, reforça a perspectiva de que 2023 será o ano de maior abate e produção de carne bovina da história de Mato Grosso.

VEJA TAMBÉM | Exportações brasileiras de carne bovina em setembro tiveram queda de 24% na receita

Em setembro/23, mesmo com a queda de 4,15% em relação a agosto/23, o total de bovinos abatidos, de 557,37 mil cabeças, representa recorde para este mês, acrescenta o Imea.

Quanto ao abate de fêmeas, conforme esperado para o segundo semestre, a participação desta categoria sofreu redução, atingindo 37,79% do total, com 210,61 mil cabeças enviadas às indústrias.

“Para os próximos meses, o volume de gado enviado ao anzol dependerá principalmente da terceira rodada de confinamento, já que a segunda rodada praticamente não aconteceu”observou um Imea.

Patrocinadores

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here