Lucas Bicalho, do município de João Monlevade, Minas Gerais, levantou uma questão relevante no “Giro do Boi Responde”, sobre a eficácia do uso do hormônio GnRH (Gonadotropin-Releasing Hormone) no dia da inseminação artificial por tempo fixo (IATF) e seu impacto na melhoria das taxas de concepção e prenhez das matrizes. Assista ao vídeo abaixo e confira a resposta. Lucas Gomes da Silva, técnico da ABS Brasil, respondeu baseando-se em estudos realizados, incluindo um experimento notável da Embrapa Gado de Corte.

Implementação estratégica do GnRH na IATF

O uso criterioso do GnRH pode ser uma ferramenta valiosa para incrementar a eficácia da IATF. No estudo mencionado pelo técnico, realizado pela Embrapa Gado de Corte, focou-se na aplicação do GnRH apenas em vacas que não manifestaram cio visível no momento da inseminação. Este método de aplicação seletiva gerou um aumento significativo nas taxas de sucesso reprodutivo.

Resultados do estudo sobre o uso direcionado do GnRH

As conclusões do experimento indicaram que o uso de GnRH em fêmeas que não apresentaram expressão de cio aumentou a taxa de prenhez em aproximadamente 14 pontos percentuais em comparação com as fêmeas que não receberam o hormônio. Este dado sugere que a eficácia da inseminação pode ser consideravelmente otimizada através da administração específica do GnRH a matrizes selecionadas, baseando-se nas observações cuidadosas do comportamento de cio. Acompanhe todas as atualizações do site do Giro do Boi!

Implicações práticas no manejo reprodutivo na fazenda

A estratégia de usar o GnRH focalizando em animais que não demonstram cio externo oferece uma abordagem mais racional e potencialmente mais eficaz para a IATF. Esta prática não só pode melhorar a taxa de concepção e prenhez, mas também pode ser um passo adiante no manejo reprodutivo, assegurando que os recursos sejam utilizados de maneira mais eficiente.

Patrocinadores

Recomendações práticas para criadores

Para criadores como Lucas Bicalho, que buscam maximizar os resultados da IATF, a aplicação seletiva do GnRH pode ser uma inovação valiosa, que alia economia de recursos hormonais a resultados reprodutivos melhores. Recomenda-se que cada fazenda implemente um protocolo de observação do cio para aplicar o GnRH de forma mais precisa, assim como continuar investigando e seguindo as atualizações em pesquisas e práticas recomendadas por especialistas em reprodução animal.

Além disso, confira abaixo esses posts:

MEGA SORGO SANTA ELISA

Pragas de Milho e Sorgo: Descubra as Ameaças Ocultas para Sua Colheita

Patrocinadores

06 Dicas Essenciais para Plantar Sorgo com Sucesso

Silagem de Sorgo

Implementação estratégica do GnRH na IATF

O uso criterioso do GnRH pode ser uma ferramenta valiosa para incrementar a eficácia da IATF. No estudo mencionado pelo técnico, realizado pela Embrapa Gado de Corte, focou-se na aplicação do GnRH apenas em vacas que não manifestaram cio visível no momento da inseminação. Esse método de aplicação seletiva resultou em um aumento significativo nas taxas de sucesso reprodutivo.

Resultados do estudo sobre o uso direcionado do GnRH

As conclusões do experimento indicaram que o uso de GnRH em fêmeas que não apresentaram expressão de cio aumentou a taxa de prenhez em aproximadamente 14 pontos percentuais em comparação com as fêmeas que não receberam o hormônio. Isso sugere que a eficácia da inseminação pode ser consideravelmente otimizada através da administração específica do GnRH a matrizes selecionadas, baseando-se nas observações cuidadosas do comportamento de cio.

Patrocinadores

Implicações práticas no manejo reprodutivo na fazenda

A estratégia de usar o GnRH focalizando em animais que não demonstram cio externo oferece uma abordagem mais racional e potencialmente mais eficaz para a IATF. Essa prática não só pode melhorar a taxa de concepção e prenhez, mas também pode ser um passo adiante no manejo reprodutivo, assegurando que os recursos sejam utilizados de maneira mais eficiente.

Recomendações práticas para criadores

Para criadores como Lucas Bicalho, que buscam maximizar os resultados da IATF, a aplicação seletiva do GnRH pode ser uma inovação valiosa, que alia economia de recursos hormonais a resultados reprodutivos melhores. Recomenda-se que cada fazenda implemente um protocolo de observação do cio para aplicar o GnRH de forma mais precisa, assim como continuar investigando e seguindo as atualizações em pesquisas e práticas recomendadas por especialistas em reprodução animal.

Além disso, confira abaixo esses posts:

Preço do Bezerro Nelore e Mestiço Atualizado

Patrocinadores

Preço da vaca Nelore e Mestiça Atualizado

Preço do Milho Atualizado

Preço da Soja Atualizado

Recomendações práticas para otimizar a IATF

Para produtores que buscam melhorar os resultados da Inseminação Artificial por Tempo Fixo (IATF), a aplicação estratégica do GnRH pode ser uma ferramenta valiosa. Ao focar na administração seletiva em fêmeas que não manifestaram cio externo, há potencial para aumentar tanto a taxa de concepção quanto a de prenhez.

Patrocinadores

É importante que cada fazenda desenvolva um protocolo eficiente para observar o comportamento de cio, a fim de maximizar os benefícios do uso do GnRH. Além disso, é fundamental manter-se atualizado com as pesquisas e recomendações dos especialistas em reprodução animal para garantir o sucesso reprodutivo do rebanho.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Perguntas Frequentes sobre o uso estratégico do GnRH na IATF

1. Qual é a importância do uso do GnRH na inseminação artificial por tempo fixo?

O uso do GnRH na IATF é importante porque pode melhorar as taxas de concepção e prenhez das matrizes, aumentando a eficácia do processo.

2. Em que consiste a implementação estratégica do GnRH na IATF?

A implementação estratégica do GnRH na IATF envolve a aplicação seletiva do hormônio em vacas que não manifestaram cio visível no momento da inseminação.

Patrocinadores

3. Quais foram os resultados do estudo sobre o uso direcionado do GnRH?

O estudo indicou que o uso do GnRH em fêmeas que não apresentaram cio externo aumentou a taxa de prenhez em cerca de 14 pontos percentuais em comparação com as fêmeas que não receberam o hormônio.

4. Quais são as implicações práticas no manejo reprodutivo na fazenda com o uso do GnRH?

O uso do GnRH focalizado em animais sem cio externo oferece uma abordagem racional e eficaz para a IATF, melhorando a taxa de concepção e prenhez e otimizando o manejo reprodutivo.

5. Quais recomendações práticas são dadas aos criadores que desejam maximizar os resultados da IATF com o uso do GnRH?

Recomenda-se implementar um protocolo de observação do cio para aplicar o GnRH de forma precisa, além de acompanhar pesquisas e práticas recomendadas por especialistas em reprodução animal.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Patrocinadores

Verifique a Fonte Aqui

Lucas Bicalho, do município de João Monlevade, Minas Gerais, levantou uma questão relevante no “Giro do Boi Responde”, sobre a eficácia do uso do hormônio GnRH (Gonadotropin-Releasing Hormone) no dia da inseminação artificial por tempo fixo (IATF) e seu impacto na melhoria das taxas de concepção e prenhez das matrizes. Assista ao vídeo abaixo e confira a resposta.

Lucas Gomes da Silva, técnico da ABS Brasil, respondeu baseando-se em estudos realizados, incluindo um experimento notável da Embrapa Gado de Corte.

Implementação estratégica do GnRH na IATF

vacas touros estacao monta 23.10.2023 8
Inseminação de matrizes: GnRH acelera IATF? 8

O uso criterioso do GnRH pode ser uma ferramenta valiosa para incrementar a eficácia da IATF.

No estudo mencionado pelo técnico, realizado pela Embrapa Gado de Corte, focou-se na aplicação do GnRH apenas em vacas que não manifestaram cio visível no momento da inseminação.

Este método de aplicação seletiva gerou um aumento significativo nas taxas de sucesso reprodutivo.

Resultados do estudo sobre o uso direcionado do GnRH

IATF foto revistaveterinaria.com .br 01.12.2023IATF foto revistaveterinaria.com .br 01.12.2023
Inseminação de matrizes: GnRH acelera IATF? 9

As conclusões do experimento indicaram que o uso de GnRH em fêmeas que não apresentaram expressão de cio aumentou a taxa de prenhez em aproximadamente 14 pontos percentuais em comparação com as fêmeas que não receberam o hormônio.

Este dado sugere que a eficácia da inseminação pode ser consideravelmente otimizada através da administração específica do GnRH a matrizes selecionadas, baseando-se nas observações cuidadosas do comportamento de cio.

Acompanhe todas as atualizações do site do Giro do Boi! Clique aqui e siga o Giro do Boi pela plataforma Google News. Ela te avisa quando tiver um conteúdo novo no portal. Acesse lá e fique sempre atualizado sobre tudo que você precisa saber sobre pecuária de corte!

Implicações práticas no manejo reprodutivo na fazenda

Detalhe de lote de bovinos. Foto: ReproduçãoDetalhe de lote de bovinos. Foto: Reprodução
Detalhe de lote de bovinos. Foto: Reprodução

A estratégia de usar o GnRH focalizando em animais que não demonstram cio externo oferece uma abordagem mais racional e potencialmente mais eficaz para a IATF.

Esta prática não só pode melhorar a taxa de concepção e prenhez, mas também pode ser um passo adiante no manejo reprodutivo, assegurando que os recursos sejam utilizados de maneira mais eficiente.

Recomendações práticas para criadores

bovinos vacas pastagem 13.03.2024 4bovinos vacas pastagem 13.03.2024 4
Inseminação de matrizes: GnRH acelera IATF? 10

Para criadores como Lucas Bicalho, que buscam maximizar os resultados da IATF, a aplicação seletiva do GnRH pode ser uma inovação valiosa, que alia economia de recursos hormonais a resultados reprodutivos melhores.

Recomenda-se que cada fazenda implemente um protocolo de observação do cio para aplicar o GnRH de forma mais precisa, assim como continuar investigando e seguindo as atualizações em pesquisas e práticas recomendadas por especialistas em reprodução animal.

Tem dúvidas? Envie sua pergunta

Você também pode obter resposta à sua pergunta sobre qualquer dúvida que tiver na fazenda.

Envie para o quadro Giro do Boi Responde no link do WhatsApp do Giro do Boi, pelo número (11) 97325-9752 ou ainda pelo e-mail [email protected].

News Giro do Boi no Zap!

Quer receber o que foi destaque no Giro do Boi direto no seu WhatsApp? Clique aqui e entre na comunidade News do Giro do Boi.

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here