Pular para o conteúdo

Hora Do Boi Gordo Subir! Frigoríficos Agem Na Surdina

Hora Do Boi Gordo Subir! A Gorda Boiada continuou com um mercado em “modo festa”, com o mercado acomodado, Veja Mais

Mas as indústrias já estão “com medo” dos preços de novembro e tentam, a todo custo, garantir suas escalas.

Verificar!

O mercado de boi gordo encerrou a semana com preços que variaram de estáveis ​​a mais baixos, dependendo do mercado de gado avaliado pelo país.

O feriado de 7 de setembro quebrou o ritmo das negociações, permitindo que as conquistas fossem realizadas de forma mais tímida.

Os pecuaristas agora precisam ser cautelosos e quem quer “segurança” está indo atrás do Termo Boi.

Com poucos movimentos durante a semana, os frigoríficos operam com escalas relativamente menores neste horário (entre seis e sete dias úteis em média), embora a grande indústria tenha em sua agenda a incidência de animais a termo.

“A demanda por animais padrão chinês se torna mais intensa, o que resultou em negociações acima da média de referência em alguns estados, principalmente em São Paulo”, diz Iglesias da Agência Safras.

Após o aumento do preço pago pelo boi gordo no fechamento de ontem (08/09), a sexta teve preços estáveis ​​para todas as categorias destinadas ao frigorífico.

Arroba de vaca e novilha são negociadas a R$ 268,00 e R$ 282,00, respectivamente, bruto e a prazo.

A referência para a carne bovina chinesa é de R$ 300,00/@, preço bruto e a prazo.

Quem tem animais no cocho e busca garantir a rentabilidade da fazenda está aproveitando o momento Boi Termo Boi.

As indústrias, por sua vez, aproveitam para garantir a composição dos saldos de abate no curto e médio prazo.

Hora Do Boi Gordo

Segundo o App Agrobrazil, o pecuarista da região de José Bonifácio, interior de São Paulo, informou a negociação de um lote de animais a termo, no valor de R$ 326,90/@ com pagamento em 30 dias e abate previsto para o segundo semestre de Dezembro.

Hora Do Boi Gordo Subir! Frigoríficos Agem Na Surdina
Hora Do Boi Gordo Subir! Frigoríficos Agem Na Surdina

Buscando igualar o mercado, o Indicador Boi Gordo Cepea, em São Paulo, encerrou a semana com queda de -4,79% na comparação diária.

Com isso, os preços do boi gordo caíram de R$ 307,00/@ para R$ 292,30/@, o que representa uma queda de quase R$ 15,00/@ em um único dia.

Hora Do Boi Gordo Subir! Frigoríficos Agem Na Surdina
Hora Do Boi Gordo Subir! Frigoríficos Agem Na Surdina

“O mercado de balcão continua com dinâmicas de preços diferentes nos mercados monitorados, mas o apetite de compra das indústrias continua fraco e irregular em todo o país”, reforça a consultoria.

Nas últimas semanas, destaca o IHS, o pulso entre indústrias e produtores se fortaleceu, principalmente nas regiões Sul e Sudeste, onde, conforme mencionado em parágrafo anterior, a oferta de animais disponíveis para abate é menor.

No Centro-Oeste, a chegada dos primeiros lotes da segunda rodada do lockdown, embora ainda em volumes menores, reforça a tendência de queda dos preços da arroba, principalmente em MS e MT.

Ambos os estados, observa o IHS, têm um volume significativo de plantas operando com fornecimento garantido por meio de acordos a termo de carne bovina, reduzindo a necessidade de os frigoríficos entrarem no mercado spot de forma mais ativa.

Os volumes de carne bovina in natura exportados pelo Brasil vêm crescendo nos últimos meses, atingindo valor recorde em agosto, considerando toda a série histórica da Secex, iniciada em 1997.

O Brasil exportou 203,23 mil toneladas de carne bovina em agosto, um recorde, sendo 21,5% a mais que em julho/22 e 11,81% a mais que no mesmo período do ano passado.

Rotação do boi gordo pelos mercados de gado do país Em São Paulo (SP), a referência para a arroba de boi foi alta e foi de R$ 291.

Em Dourados (MS), o preço foi de R$ 276.

Em Cuiabá ( MT), a arroba do gado de engorda encerrou o dia em baixa, sendo cotada a R$ 266.

Em Uberaba (MG), os preços continuam fixados em R$ 280.

Em Goiânia (GO), o preço da carne bovina é de R$ 270 por arrobas Mercado atacadista

Os preços da carne bovina no mercado atacadista voltaram a subir

Segundo Iglesias, o ambiente de negócios aponta para a continuidade desse movimento no curto prazo, em linha com a entrada dos salários na economia, motivando a substituição entre atacadistas e varejistas.

A primeira quinzena de setembro foi importante para reduzir os estoques de carne bovina, fator preponderante para que haja espaço para uma nova valorização dos preços da arroba do boi gordo. O dianteiro de boi foi cotado a R$ 16,50.

A ponta da agulha teve preços de R$ 16,40. Por fim, os quartos traseiros do boi cresceram e foram cotados a R$ 21,10 o quilo.

Leia mais em: Comprerural

agricultura agricultura de precisão agricultura familiar agrolink agronegocio agrotoxico Ambiente arroz avicultura biodiesel biotecnologia brasil cabras café cavalo certificação consultoria crédito rural ensino à distância etanol feijão flores frutas gado gado de corte geladeiras gestão rural milho noticias ovelha para pasto pecuaria pecuária leiteira pragas na agricultura Qual rural saúde Animal seguro rural setor sucroenergético SOJA suinocultura Treinamento trigo Turismo rural

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Patrocinadores