Pular para o conteúdo

Etanol impulsiona alta da gasolina no Brasil

Etanol impulsiona alta da gasolina no Brasil
Etanol impulsiona alta da gasolina no Brasil

Com uma mistura de 27% de álcool anidro, especialistas disse à Reuters.

A rara situação – já que o valor da gasolina na bomba costuma ser mais influenciado pela Petrobras – ocorre devido aos baixos estoques de biocombustível, em meio ao atraso na colheita da cana e forte direcionamento de matéria-prima para a produção de açúcar, um produto de exportação mais rentável que o etanol.

Na última semana, os preços médios da gasolina nos postos de gasolina do Brasil registraram sua primeira alta em mais de três meses, segundo levantamento da agência reguladora ANP, contando com o fator etanol, além de reajustes realizados em outubro pelas importantes empresas privatizadas refinaria na Bahia (de propriedade da Acelen) e um movimento de revendedores em busca de margens, segundo especialistas e fontes próximas ao governo e à Petrobras.

“O etanol tem potencial para subir porque os estoques de anidro estão baixos, essa safra está sendo muito peculiar, a indústria perdeu dias de moagem em número muito maior do que vimos em anos anteriores”, disse o presidente da consultoria Datagro , Plínio Nastari, explicando os efeitos das chuvas no processamento da cana-de-açúcar e no mercado de combustíveis.

Mas ele observou que, para a Datagro, a referência de preço da gasolina no Brasil é a cotação da Petrobras, que não reajusta os preços do combustível em suas refinarias há mais de 40 dias.

Se algum agente, seja Acelen, ou importador que importe e venda gasolina em patamares diferentes do preço de venda da Petrobras, isso pode acontecer, Nastari.

Acelen, segunda maior refinaria do Brasil em capacidade de refino, vem seguindo a paridade de importação, enquanto a Petrobras mantém suas cotações antes da eleição .

Espera-se que os preços do etanol permaneçam em uma tendência de alta nas próximas semanas, disse o consultor sênior de gás de petróleo e renováveis ​​da StoneX, Smyllei Curcio.

Assim como Nastari, ele também mencionou que os produtores de etanol com solidez financeira estão mantendo as vendas para janeiro, quando os impostos federais (PIS/Cofins) sobre os combustíveis devem voltar, elevando a competitividade do biocombustível em relação à gasolina e proporcionando melhores retornos.

“Outra razão é que choveu muito, o que deu uma desaceleração na colheita”, pontuou Curcio.

O preço médio do etanol anidro nas usinas de São Paulo, principal mercado produtor e consumidor do país, subiu 5,6% nas duas primeiras semanas de outubro, segundo dados do Cepea/Esalq, enquanto o álcool hidratado (usado diretamente nos carros “flex “) aumentou no mesmo período em quase 10%.

O que está sendo projetado até agora é um volume menor de cana moída na região centro-sul, 18 usinas já com a moagem encerrada, exportações fortes, estoques baixos e, ainda, perspectiva de valorização da gasolina devido ao comportamento do preço da petróleo nas últimas semanas”, disse o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) em nota nesta semana.

O sócio-diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Pedro Rodrigues, também citou como causa do aumento da gasolina uma tentativa de melhorar as margens do setor de postos.

Vale lembrar que o preço da gasolina é gratuito no Brasil, ou seja, significa que os donos de postos podem precificar o produto de acordo com suas necessidades.

O principal fator, na minha opinião, é que devido às sucessivas quedas de preços, algumas emissoras viram a possibilidade de aumentar suas margens sem prejudicar o consumo”, disse Rodrigues à Reuters.

Segundo relatório divulgado nesta quarta-feira pela Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), o preço médio da gasolina vendida pela Petrobras está 0,18 reais (5%) abaixo do preço de importação.

A defasagem em relação ao mercado externo já dura duas semanas, mas, em meio às eleições presidenciais, não há expectativa de que a Petrobras consiga alterar os valores.

Um diretor da estatal disse recentemente que a empresa está “próxima do valor de mercado” e “demora” mais para repassar o aumento do petróleo em benefício da sociedade.

Os cálculos da Abicom, no entanto, levam em conta a conta de importação de players menores.

“Não é um erro (da Abicom). É só mais uma conta. Eles não têm infraestrutura de transporte ou armazenamento, dependem de lotes menores (mais caros), têm menos capital (maior risco).

Portanto, o preço mínimo para que eles trazem é maior do que a de grandes players, como grandes distribuidores ou grandes tradings”, disse uma fonte próxima à Petrobras, que atribuiu ao etanol e à Acelen a ascensão no final da cadeia.

Mas a alta do preço do petróleo Brent no mercado externo, que na máxima de outubro subiu 10% em relação ao final de setembro, também está impactando as bombas do país.

“A Acelen (dona da Refinaria de Mataripe), diferentemente da Petrobras, tem seguido a paridade de importação, por isso reajustou seus preços nas últimas semanas. Raion Consultoria Eduardo Melo.

Localizada na região metropolitana de Salvador (BA), a refinaria vendida pela Petrobras no ano passado tem capacidade para processar mais de 300 mil barris de petróleo por dia, o que corresponde a 14% da capacidade total de refino do Brasil e mais da metade do abastecimento do Nordeste brasileiro.

Neste mês, a refinaria elevou o preço da gasolina às distribuidoras em 9,3% em 8 de outubro e 3,3% em 15 de outubro.

Nos postos baianos, os preços subiram 10,3% na semana passada, segundo a ANP, alta que também inclui o impacto de etanol anidro.

Source link

agricultura agricultura de precisão agricultura familiar agrolink agronegocio agrotoxico Ambiente arroz avicultura biodiesel biotecnologia brasil cabras café cavalo certificação consultoria crédito rural ensino à distância etanol feijão flores frutas gado gado de corte geladeiras gestão rural milho noticias ovelha para pasto pecuaria pecuária leiteira pragas na agricultura Qual rural saúde Animal seguro rural setor sucroenergético SOJA suinocultura Treinamento trigo Turismo rural

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Patrocinadores