Embrapa Logo

O Sorgo Biomassa BRS 716 é um hibrido de sorgo desenvolvido pela Embrapa com alta produtividade de biomassa para múltiplos usos, recomendado atender com excelência todas as regiões edafoclimáticas do Brasil.


O Sorgo Biomassa BRS 716 foi concebido inicialmente para atender a crescente demanda por matéria prima renovável por parte das indústrias que utilizam biomassa (carbono) para cogeração de energia através da queima em caldeiras.


Atualmente a matéria prima mais utilizada para este fim é a madeira proveniente de áreas de reflorestamentos.


Esta madeira proveniente de reflorestamento precisa de um tempo médio de 5 anos para o primeiro corte, e produz em média 100 toneladas de madeira/há.

Patrocinadores


Porém estas áreas ficam indisponibilizadas para outras atividades pelo período em que as arvores estão implantadas.

images


Buscando inovar este setor, a Embrapa enxergou a possibilidade de oferecer uma cultura que produzisse tanto quanto o reflorestamento, pudesse ser implantado via sementes, não indisponibilizasse a área por longos períodos, fosse de fácil manejo e que fornecesse matéria prima anualmente ao invés de 5 anos necessários para o reflorestamento, lançando assim no mercado o Híbrido de Sorgo Biomassa BRS 716.
Também enxergando a demanda por fonte de matéria prima para produção de silagem de boa qualidade, foram realizados estudos e protocolos para checar a viabilidade do emprego do Sorgo Biomassa BRS 716 como fonte vegetal para ensilagem.

Vale salientar que o Sorgo Biomassa BRS 716 é da mesma espécie dos sorgos forrageiros tradicionalmente utilizados para confecção de silagem.


Os resultados iniciais foram surpreendentes, pois o Alto rendimento de forragem/ha, a vigorosa capacidade de rebrota, possibilitando dois a três cortes com um único plantio, e as boas características bromatológicas comprovaram que Sorgo Biomassa BRS 716 é uma excelente ferramenta para produção de silagem, maximizando a produção por área implantada, chegando a 170 toneladas de silagem/há.

Patrocinadores

Para uso como forragem a colheita deve ocorre mais precoce, quando comparado ao uso para queima, que necessita menor umidade.

Hemisfério Sul
PlantioMêsOutubro a Janeiro
Florescimento/Ponto de cortedias120 a 150
Potencial de produção de biomassa verdetons/ha170
Rendimento de biomassa secatons/ha50
Altura da plantametros4,50 a 6,00
PlantioMêsFevereiro a Março
Florescimento/Ponto de cortedias90 a 100
Potencial de produção de biomassa verdetons/ha50
Rendimento de biomassa secatons/ha15
Altura da plantametros3,00 a 4,00
Hemisfério Norte
PlantioMêsMaio
Florescimento/Ponto de cortedias120 a 150
Potencial de produção de biomassa verdedias100 a 120
Rendimento de biomassa secatons/ha36
Altura da plantametros4,50 a 6,00
Tipo de panículasemicompacta
Cor do grãomarrom
Peso de 1000 grãosgramas35
Acamamento até ponto de corteresistente
Reação a doenças
Antracnosemoderadamente resistente
Ferrugemmoderadamente resistente
Helmintosporiosemoderadamente resistente
Regiões recomendadasSudeste/Centro-oeste/Sul/Nordeste
Densidade de plantas inicial (recomendado)plantas/ha110 a 140 mil
Consumo de sementesKg/ha5 a 7

Dados bromatológicos de silagem

Dias após plantio
Item % (MS)70 dias100 dias130 dias160 dias
Matéria seca16,8019,5022,4027,00
Cinzas9,687,37,844,53
Proteína Bruta9,987,87,844,53
Extrato eterio4,21,852,252,90
Carboidratos totais76838487,50
Carboidratos não fibrosos14,6618,5420,5020,44
Fibra em detergente neutro61,2064,4063,3066,50
Fibra em detergente acido39,6045,4045,5046,20
Fibra insolúvel em detergente neutro (FDNi)9,315,356,6018,20
Nutrientes digestíveis totais51474748,87
* Dados médios para plantios realizados inicio do verão, BRS716
Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here