Produção de cereais, leguminosas e oleaginosas deve apresentar queda em 2024

No mês de fevereiro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou dados que apontam uma estimativa de queda de 4,7% na produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para o ano de 2024, totalizando 300,7 milhões de toneladas. Essa redução tem gerado impactos significativos no cenário agrícola nacional e merece uma análise mais detalhada.

Variação anual e mensal

A estimativa de fevereiro representa uma queda de 0,9% em relação ao mês anterior, com um decréscimo de 2,7 milhões de toneladas. Em comparação com a safra de 2023, a redução chega a 14,7 milhões de toneladas, demonstrando a importância de compreender os fatores que estão influenciando esse cenário.

———————————————————————————————-

Variação anual e mensal

A estimativa de fevereiro é 0,9% abaixo da informada em janeiro, com decréscimo de 2,7 milhões de toneladas. Em comparação com a safra de 2023, houve uma redução de 14,7 milhões de toneladas.

Patrocinadores

Área cultivada e principais produtos

A área a ser colhida é de 78,0 milhões de hectares, registrando um crescimento de 0,2% em relação a 2023. Os principais produtos agrícolas, como arroz, milho e soja, somados, representam 92,0% da estimativa de produção e respondem por 86,9% da área a ser colhida.

Destaques regionais

Mato Grosso lidera como o maior produtor nacional de grãos, com 27,9% de participação, seguido pelo Paraná (13,5%) e Rio Grande do Sul (13,4%). As regiões Centro-Oeste e Sul concentram a maior parte da produção, com 47,1% e 29,3%, respectivamente.

Variações regionais

A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas apresentou variação anual positiva para as Regiões Sul (10,3%) e Norte (2,1%), enquanto as demais regiões registraram variações negativas.

Estimativas por cultura

  • Soja: 149,3 milhões de toneladas
  • Milho: 116,9 milhões de toneladas (25,1 milhões na 1ª safra e 91,8 milhões na 2ª safra)
  • Arroz: 10,4 milhões de toneladas
  • Trigo: 9,6 milhões de toneladas
  • Algodão: 8,2 milhões de toneladas
  • Sorgo: 3,7 milhões de toneladas

Variações mensais nas estimativas

Destaca-se o aumento nas estimativas da produção do feijão, café, e tomate, enquanto houve declínio na produção de cevada, trigo, milho, batata, uva, soja, entre outros.

Patrocinadores

Distribuição regional

O Centro-Oeste continua liderando a produção, seguido pelo Sul, Sudeste, Nordeste e Norte. As principais variações positivas ocorreram em Rondônia, Bahia e Maranhão, enquanto Paraná, Minas Gerais e Goiás registraram variações negativas.

Os principais pontos destacados neste artigo sobre a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas em 2024 são a variação anual e mensal nos números, a área cultivada e os principais produtos, os destaques regionais, as variações regionais e as estimativas por cultura. Além disso, são abordadas as variações mensais nas estimativas e a distribuição regional da produção. Essas informações são cruciais para compreender o panorama da agricultura nacional e os desafios enfrentados pelo setor. Conhecer os dados e as tendências do mercado é fundamental para o planejamento e tomada de decisões estratégicas no agronegócio.
————————————————————————————————–

Conclusão: Tendências da Produção Agrícola no Brasil em 2024

Diante da queda na estimativa de produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para 2024, é importante observar as variações regionais e mensais que impactam diretamente os resultados finais. Embora haja desafios, como as reduções nas safras de milho e soja, ainda há destaque para o crescimento de culturas como feijão, café e tomate em algumas regiões do país. É fundamental acompanhar de perto as tendências do setor agrícola e buscar soluções para impulsionar a produtividade e o desenvolvimento sustentável no campo. A diversificação das culturas e o investimento em tecnologia serão essenciais para garantir a segurança alimentar e a competitividade do agronegócio brasileiro.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Patrocinadores

Perguntas Frequentes sobre a Produção de Cereais, Leguminosas e Oleaginosas em 2024

1. Qual é a estimativa de produção total para 2024?

A produção estimada para 2024 é de 300,7 milhões de toneladas, representando uma queda de 4,7% em relação ao ano anterior.

2. Quais são os principais produtos agrícolas que representam a maior parte da estimativa de produção?

Os principais produtos agrícolas são a soja, o milho e o arroz, que somados representam 92,0% da produção total estimada para 2024.

3. Quais regiões do Brasil se destacam na produção de grãos?

Mato Grosso lidera como o maior produtor nacional de grãos, seguido pelo Paraná e Rio Grande do Sul. As regiões Centro-Oeste e Sul concentram a maior parte da produção.

4. Quais culturas apresentaram variações positivas nas estimativas de produção?

Entre as culturas que apresentaram variações positivas nas estimativas de produção estão o feijão, café e tomate.

Patrocinadores

5. Onde está concentrada a maior parte da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas no Brasil?

A produção está concentrada principalmente nas regiões Centro-Oeste e Sul do Brasil.

Variação anual e mensal na Produção de Cereais, Leguminosas e Oleaginosas em 2024

Em fevereiro, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas estimada para 2024 totaliza 300,7 milhões de toneladas, representando uma queda de 4,7% em relação ao ano anterior, de acordo com os dados do IBGE. Aprenda mais sobre as variações anuais e mensais, áreas cultivadas e culturas principais no Brasil.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Em fevereiro, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas estimada para 2024 deve totalizar 300,7 milhões de toneladas, representando uma queda de 4,7% em relação ao ano anterior, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Patrocinadores

Variação anual e mensal

A estimativa de fevereiro é 0,9% abaixo da informada em janeiro, com decréscimo de 2,7 milhões de toneladas. Em comparação com a safra de 2023, houve uma redução de 14,7 milhões de toneladas.

Estimativa de Fevereiro para 2024  300,7 milhões de toneladas
Variação Fevereiro 2024/Janeiro 2024 (-0,9%) 2,7 milhões de toneladas
Variação safra 2024/safra 2023 (-4,7%) 14,7 milhões de toneladas

Área cultivada e principais produtos

A área a ser colhida é de 78,0 milhões de hectares, registrando um crescimento de 0,2% em relação a 2023. Os principais produtos agrícolas, como arroz, milho e soja, somados, representam 92,0% da estimativa de produção e respondem por 86,9% da área a ser colhida.

Destaques regionais

Mato Grosso lidera como o maior produtor nacional de grãos, com 27,9% de participação, seguido pelo Paraná (13,5%) e Rio Grande do Sul (13,4%). As regiões Centro-Oeste e Sul concentram a maior parte da produção, com 47,1% e 29,3%, respectivamente.

Variações regionais

A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas apresentou variação anual positiva para as Regiões Sul (10,3%) e Norte (2,1%), enquanto as demais regiões registraram variações negativas.

Patrocinadores

Estimativas por cultura

  • Soja: 149,3 milhões de toneladas
  • Milho: 116,9 milhões de toneladas (25,1 milhões na 1ª safra e 91,8 milhões na 2ª safra)
  • Arroz: 10,4 milhões de toneladas
  • Trigo: 9,6 milhões de toneladas
  • Algodão: 8,2 milhões de toneladas
  • Sorgo: 3,7 milhões de toneladas

Variações mensais nas estimativas

Destaca-se o aumento nas estimativas da produção do feijão, café, e tomate, enquanto houve declínio na produção de cevada, trigo, milho, batata, uva, soja, entre outros.

Distribuição regional

O Centro-Oeste continua liderando a produção, seguido pelo Sul, Sudeste, Nordeste e Norte. As principais variações positivas ocorreram em Rondônia, Bahia e Maranhão, enquanto Paraná, Minas Gerais e Goiás registraram variações negativas.

Verifique a Fonte Aqui

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here