Carrapato – 4 Maneiras de Combate Eficiente

Carrapato - 4 Maneiras de Combate Eficiente

Conheça os 4 fatores Que Faz o Carrapato ser Resistente ao Veneno

A forma como as bezerras são criadas afeta diretamente o desempenho das vacas quando adultas.

O carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus ou carrapato bovino é um ectoparasita, que impacta negativamente no desempenho produtivo dos bovinos e aumenta significativamente os custos de produção, principalmente no tratamento do rebanho.

O controle químico com carrapatos é o mais utilizado, embora crie resistência nos carrapatos.

Carrapato – 4 Maneiras de Combate Eficiente

O carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus ou carrapato bovino é um ectoparasita, que impacta negativamente no desempenho produtivo dos bovinos e aumenta significativamente os custos de produção, principalmente no tratamento do rebanho. O controle químico com carrapatos é o mais utilizado, embora crie resistência nos carrapatos.

imagem 2022 05 16 054058443

De fato, os acaricidas possuem princípios ativos, que atuam no carrapato do gado e reduzem a infestação nos animais, pelo menos visivelmente. Deve-se lembrar que a resistência dos carrapatos aos agentes de controle químico dificulta a erradicação desses ectoparasitas.

Existem teorias que mostram como o carrapato cria resistência a um carrapato específico. Uma delas é a pressão de seleção, o que explica por que não há mutação genética, mas carrapatos mais resistentes em determinada população. Como os animais são tratados com carrapatos, os carrapatos desenvolvem resistência.

Outra teoria já afirma que existe uma mutação genética. Após a aplicação dos acaricidas, ocorrem mutações em alguns genes do carrapato que entraram em contato com esses produtos químicos. E essa mutação genética é passada para as gerações subsequentes. Embora a primeira teoria seja a mais aceita, ambas podem ocorrer simultaneamente.

Patrocinadores

Por que o carrapato cria resistência aos carrapaticidas?

55d0878cc9c90c4c1845d6dee76fafd29b62741f7726c optimized 1

1-aplicação conjunta

Na aplicação conjunta de agentes químicos de controle, o ectoparasita é exposto a dois grupos químicos diferentes.

Com isso, ao invés do carrapato criar resistência para um grupo, ele cria resistência para ambos. No entanto, dependendo do caso, a combinação de diferentes grupos químicos pode ser realizada quando um dos grupos iniciou alguma resistência.

2-formulação química

Quando um rebanho é tratado várias vezes com a mesma formulação química, ela logo deixa de atuar efetivamente sobre os carrapatos, pois esses ectoparasitas se tornaram resistentes àquela formulação específica.

3-Dose

Tanto a subdosagem (dose menor que a indicada) quanto a superdosagem (dose maior que a indicada) favorecem o desencadeamento da resistência do carrapato aos agentes de controle químico. No entanto, a overdose causa resistência ainda maior.

Patrocinadores

4- persistência da droga

A persistência do fármaco no organismo bovino, ou seja, o tempo que permanece no organismo do animal, desencadeia a resistência do carrapato aos agentes de controle químico. Isso ocorre principalmente quando uma formulação é mais concentrada, pois permanece por mais tempo no organismo do animal.

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here