Pular para o conteúdo

13 Raças de Gado Que mostran que o Agro Manda

13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro Manda

13 Raças de Gado Que mostran que o Agro Manda

A pecuária bovina é um dos principais setores da economia brasileira.

O mercado de bovinos tem um valor bruto de produção estimado em 74,38 bilhões neste ano, de acordo com levantamento do Ministério da Agricultura. Além disso, a área deve prosperar bastante nos próximos anos.  

Segundo projeção do ministério, a produção de carne bovina deve crescer 21% na próxima década, chegando a um volume de 10.236 mil toneladas em 2026.

O crescimento expressivo está ligado ao número de cabeças de gado do país, que formam o maior rebanho comercial do mundo, com 214 milhões de animais.

 Só neste ano, foram abatidas 30,6 milhões de cabeças em todo o Brasil, de acordo com dados do IBGE

Conheça algumas raças que compõem o plantel brasileiro e impulsionam o desenvolvimento da pecuária nacional.

Os bovinos podem ser divididos de acordo com duas classificações. Os taurinos, de origem europeia, e os zebuínos, originários da Ásia. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC), por causa da adaptação ao clima tropical, os zebuínos se desenvolveram mais no Brasil e representam atualmente cerca de 80% do rebanho brasileiro.

Os zebuínos brasileiros são fruto do cruzamento com outras espécies e, apesar de manterem as principais características zebu, eles se diferenciam dos bois de outros países.

“O Brasil possui uma tecnologia em agropecuária única no planeta e tem a melhor genética zebuína do mundo”, afirma Antônio Jorge Camardelli, presidente da ABIEC em publicação comemorativa da associação.

1208 Boi Nelore Gado Interno A Diversidade Das Raças E O Desenvolvimento Genético.

Nelore

É a raça predominante no Brasil, muito procurada por produtores de carne. Sua característica marcante é a pelagem branca, que pode ter tons de cinza claro. Tem orelhas pontiagudas e chifres curtos, mas algumas variações são mochos, ou seja, sem chifres.

Guzerá

Foi a primeira raça de zebuíno a ser trazida para o País e é uma das mais antigas do mundo. É reconhecida por possuir um par de chifres grandes e curvados para cima e pode ser direcionada tanto para a pecuária de corte como de leite. A pelagem varia em tons de cinza, do mais claro ao escuro. Os animais apresentam grande porte, a raça é muito fértil e resistente à seca.

Gir

Trazido ao Brasil em 1911, das montanhas Gir na Índia, a raça é indicada para a pecuária de leite. Inclusive, a raça Girolando, a mais famosa na produção leiteira no Brasil é resultado de cruzamento de Gir com a vaca Holandesa. Os indivíduos dessa raça apresentam chifres compridos e torcidos para baixo, com orelhas enroladas na parte superior. A pelagem varia do vermelho ao amarelado e pode apresentar pintas. A raça é dócil e as fêmeas têm grande habilidade materna.

Cangaian

Essa raça chegou ao Brasil entre 1962 e 1963, vindo da região Sul da Índia.

A raça representa um rebanho pequeno e pouco representativo, em números, no Brasil. Os bois têm pequena estatura e possuem chifres longos e grossos, mas são indicados somente à produção de carne, porque não produzem muito leite. São muito resistentes ao calor e a doenças.

Imagesbrahman A Diversidade Das Raças E O Desenvolvimento Genético.

Brahman

Veio em 1994 dos Estados Unidos e é o resultado do cruzamento de Nelore, Guzerá, Sindi, Cangaian e Indubrasil. A coloração pode ser cinza-claro, cinza-escuro ou vermelho. Não tem chifres e as orelhas são de tamanho médio. É indicado como gado de corte.

Tabapuã

Surgiu ao cruzar zebuínos Nelore, Gir e Guzerá com os mochos brasileiros e apesar de ser uma raça  nacional, é criada também em outros países, na maioria da América do Sul. A pelagem varia do branco ao cinza e não possui chifres. É usado na produção de carne, porque tem boa musculatura.

Sindi

Originária da província de Sindi, no Paquistão, a raça veio para o Brasil em 1952 e é formada por animais resistentes, que sobrevivem em locais secos e com pouco pasto sem perder peso. Por causa disso, são criados principalmente em regiões nordestinas. São bois pequenos, com chifres curtos e pelo vermelho. Podem ser usados para a produção de carne ou leite.

1208 Boi Indubrasil Gado Interno A Diversidade Das Raças E O Desenvolvimento Genético.

Indubrasil

A raça é fruto do cruzamento de Nelore, Gir e Guzerá. Surgiu no Brasil em 1930, sendo criação de bovinicultores do Triângulo Mineiro. A pelagem pode ser branca, cinza ou vermelha e tem chifres médios. É usado como gado de corte e já foi exportado para os Estados Unidos.

Angus

Essa é a mais famosa raça de taurinos no Brasil. Seu nome ficou conhecido e a raça se popularizou especialmente a partir do investimento de grandes empresas, como o MC Donald’s, que criou um hambúrguer com a carne Angus. De acordo com a Associação Brasileira de Angus, as principais vantagens da raça para a criação são a alta fertilidade e precocidade, pois atingem a puberdade e o estado de abate mais cedo. Seu diferencial é a ótima qualidade da carne, que é marmorizada e macia.

Caracu

É um gado taurino português, trazido para o Brasil na época colonial, que tem pelagem amarela ou alaranjada. Segundo informações do Conselho Nacional de Pecuária de Corte, a raça é extremamente rústica, atingindo níveis de engorda mesmo em pastagens ruins. Outra vantagem da raça é ser resistente a doenças endêmicas brasileiras e a ectoparasitas. É usada como gado de corte ou de leite e também como animal de tração.

Charolês

De origem francesa, essa raça taurina é excelente para produção de carne. Informações do Conselho Nacional de Pecuária de Corte indicam que, no Brasil, é também muito usada na criação de mestiços, como o gado Canchim. A raça possui pelagem branca ou creme, com narinas rosas e é uma das melhores para engorda em confinamento, porque chega a atingir, em machos adultos, mais de uma tonelada.

Senepol 


é uma raça bovina resultado do cruzamento de três outras raças. Sua história tem origem no século XVIII, quando surgiu o Red Poll, mistura de um bovino mocho* do condado inglês deSuffolk e outro bovino vermelho e com chifres, do condado de Norfolk, também da Inglaterra. O Red Poll é responsável pela ausência de chifres e pêlo avermelhado no Senepol O outro lado da raça vem do bovino senegalês N’Dama, chifrudo e sem cupim, criado no continente africano principalmente por ser resistente à doença do sono.

Holandesa

Pouco se sabe sobre a origem da raça Holandesa, ou Fries-Hollands Veeslay, ou ainda Frísia Holandesa, havendo anotações que vão até o ano 2000 a.C.. Alguns afirmam que foi domesticada há 2.000 anos nas terras planas e pantanosas da Holanda setentrional e da Frísia (Países Baixos) e também na Frísia Oriental (Alemanha). Prescott (1930) acha que o gado veio da Lombardia, seguindo o curso do rio Ródano, em mãos das tribos frísias e batavas. Eram animais de origem grega, de acordo com ilustrações antigas. Ou seja, não há um acordo sobre a origem da raça Holandesa. 

Jersey

Este animal tem como origem uma peque ilha, a chamada Ilha de Jersey, na Grã-Bretanha, especificamente noCanal da Mancha, entre a Inglaterra e a França.

Dados revelam que esta raça é a criada puramente há mais tempo que qualquer outra raça bovina. Por decreto lei, em 1763, ficou proibida a entrada, na Ilha de Jersey, de qualquer animal vivo que pudesse transmitir doença aos seus bovinos.Outra curiosidade referente à história desta raça é que durante a ocupação nazista entre o período de junho de 1940 a maio de 1945, os criadores da Ilha se viram obrigados a utilizar de critérios severos de seleção,

pois as tropas de ocupação importavam carne bovina de outros países ocupados, como a Alemanha e a França, porém nos últimos 6 meses de ocupação eram abatidas 40 cabeças por semana, aproximadamente, um problema sério para uma região, que devido a seu pequeno território, poucas vezes comportou mais de 10 mil cabeças.

agricultura agro agroindústrias agroneg agronegocio agronomia agropecuaria avicultura biodiesel boigordo bovinos brasil café cavalo china Climate Change Como Donald Trump Election Results embrapa etanol fazenda feijão Flat Earth Future of News gado geladeiras gestão rural Golden Globes leite mais Market Stories milho MotoGP 2017 Mr. Robot nelore nutrição para pecuaria pecuária leiteira Sillicon Valley SOJA suinocultura United Stated vacadeleite

2107 Boi Nelore Gado 8 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro Manda

A pecuária bovina é um dos principais setores da economia brasileira. O mercado de bovinos tem um valor bruto de produção estimado em 74,38 bilhões neste ano, de acordo com levantamento do Ministério da Agricultura. Além disso, a área deve prosperar bastante nos próximos anos.  

Segundo projeção do ministério, a produção de carne bovina deve crescer 21% na próxima década, chegando a um volume de 10.236 mil toneladas em 2026.

O crescimento expressivo está ligado ao número de cabeças de gado do país, que formam o maior rebanho comercial do mundo, com 214 milhões de animais. Só neste ano, foram abatidas 30,6 milhões de cabeças em todo o Brasil, de acordo com dados do IBGE.Conheça algumas raças que compõem o plantel brasileiro e impulsionam o desenvolvimento da pecuária nacional.

Os bovinos podem ser divididos de acordo com duas classificações. Os taurinos, de origem europeia, e os zebuínos, originários da Ásia. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC), por causa da adaptação ao clima tropical, os zebuínos se desenvolveram mais no Brasil e representam atualmente cerca de 80% do rebanho brasileiro.

Os zebuínos brasileiros são fruto do cruzamento com outras espécies e, apesar de manterem as principais características zebu, eles se diferenciam dos bois de outros países. “O Brasil possui uma tecnologia em agropecuária única no planeta e tem a melhor genética zebuína do mundo”, afirma Antônio Jorge Camardelli, presidente da ABIEC em publicação comemorativa da associação.

1208 Boi Nelore Gado Interno 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro Manda

Nelore

É a raça predominante no Brasil, muito procurada por produtores de carne. Sua característica marcante é a pelagem branca, que pode ter tons de cinza claro. Tem orelhas pontiagudas e chifres curtos, mas algumas variações são mochos, ou seja, sem chifres.

1208 Boi Guzera Gado Interno 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro Manda

 

Guzerá
Foi a primeira raça de zebuíno a ser trazida para o País e é uma das mais antigas do mundo. É reconhecida por possuir um par de chifres grandes e curvados para cima e pode ser direcionada tanto para a pecuária de corte como de leite.
A pelagem varia em tons de cinza, do mais claro ao escuro. Os animais apresentam grande porte, a raça é muito fértil e resistente à seca.

Gir

1208 Vaca Gir Gado Leiteira Interno 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro MandaTrazido ao Brasil em 1911, das montanhas Gir na Índia, a raça é indicada para a pecuária de leite. Inclusive, a raça Girolando, a mais famosa na produção leiteira no Brasil é resultado de cruzamento de Gir com a vaca Holandesa.
Os indivíduos dessa raça apresentam chifres compridos e torcidos para baixo, com orelhas enroladas na parte superior.
A pelagem varia do vermelho ao amarelado e pode apresentar pintas. A raça é dócil e as fêmeas têm grande habilidade materna.
 

1208 Boi Kangayam Cangaian Gado Interno 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro MandaCangaian

Essa raça chegou ao Brasil entre 1962 e 1963, vindo da região Sul da Índia. A raça representa um rebanho pequeno e pouco representativo, em números, no Brasil.
Os bois têm pequena estatura e possuem chifres longos e grossos, mas são indicados somente à produção de carne, porque não produzem muito leite. São muito resistentes ao calor e a doenças.
Imagesbrahman 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro Manda
 

Brahman

Veio em 1994 dos Estados Unidos e é o resultado do cruzamento de Nelore, Guzerá, Sindi, Cangaian e Indubrasil. A coloração pode ser cinza-claro, cinza-escuro ou vermelho.
Não tem chifres e as orelhas são de tamanho médio. É indicado como gado de corte.
 

1208 Boi Tabapua Gado Interno 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro MandaTabapuã

Surgiu ao cruzar zebuínos Nelore, Gir e Guzerá com os mochos brasileiros e apesar de ser uma raça  nacional, é criada também em outros países, na maioria da América do Sul.
A pelagem varia do branco ao cinza e não possui chifres. É usado na produção de carne, porque tem boa musculatura.
 

1208 Boi Sindi Gado Interno 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro MandaSindi

Originária da província de Sindi, no Paquistão, a raça veio para o Brasil em 1952 e é formada por animais resistentes, que sobrevivem em locais secos e com pouco pasto sem perder peso. Por causa disso, são criados principalmente em regiões nordestinas.
São bois pequenos, com chifres curtos e pelo vermelho. Podem ser usados para a produção de carne ou leite.
 
1208 Boi Indubrasil Gado Interno 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro Manda

Indubrasil

A raça é fruto do cruzamento de Nelore, Gir e Guzerá. Surgiu no Brasil em 1930, sendo criação de bovinicultores do Triângulo Mineiro.
A pelagem pode ser branca, cinza ou vermelha e tem chifres médios. É usado como gado de corte e já foi exportado para os Estados Unidos.
 

Angus 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro MandaAngus

Essa é a mais famosa raça de taurinos no Brasil. Seu nome ficou conhecido e a raça se popularizou especialmente a partir do investimento de grandes empresas, como o MC Donald’s, que criou um hambúrguer com a carne Angus.
De acordo com a Associação Brasileira de Angus, as principais vantagens da raça para a criação são a alta fertilidade e precocidade, pois atingem a puberdade e o estado de abate mais cedo. Seu diferencial é a ótima qualidade da carne, que é marmorizada e macia.

1208 Boi Caracu Gado Interno 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro MandaCaracu

É um gado taurino português, trazido para o Brasil na época colonial, que tem pelagem amarela ou alaranjada. Segundo informações do Conselho Nacional de Pecuária de Corte, a raça é extremamente rústica, atingindo níveis de engorda mesmo em pastagens ruins.
Outra vantagem da raça é ser resistente a doenças endêmicas brasileiras e a ectoparasitas. É usada como gado de corte ou de leite e também como animal de tração.

1208 Boi Charoles Gado Interno 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro MandaCharolês

De origem francesa, essa raça taurina é excelente para produção de carne. Informações do Conselho Nacional de Pecuária de Corte indicam que, no Brasil, é também muito usada na criação de mestiços, como o gado Canchim.
A raça possui pelagem branca ou creme, com narinas rosas e é uma das melhores para engorda em confinamento, porque chega a atingir, em machos adultos, mais de uma tonelada.
 

Snepol 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro MandaSenepol 
é uma raça bovina resultado do cruzamento de três outras raças. Sua história tem origem no século XVIII, quando surgiu o Red Poll, mistura de um bovino mocho* do condado inglês deSuffolk e outro bovino vermelho e com chifres, do condado de Norfolk, também da Inglaterra.

O Red Poll é responsável pela ausência de chifres e pêlo avermelhado no Senepol O outro lado da raça vem do bovino senegalês N’Dama, chifrudo e sem cupim, criado no continente africano principalmente por ser resistente à doença do sono.

23 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro MandaHolandesa


Pouco se sabe sobre a origem da raça Holandesa, ou Fries-Hollands Veeslay, ou ainda Frísia Holandesa, havendo anotações que vão até o ano 2000 a.C..

Alguns afirmam que foi domesticada há 2.000 anos nas terras planas e pantanosas da Holanda setentrional e da Frísia (Países Baixos) e também na Frísia Oriental (Alemanha). Prescott (1930) acha que o gado veio da Lombardia, seguindo o curso do rio Ródano, em mãos das tribos frísias e batavas. Eram animais de origem grega, de acordo com ilustrações antigas. Ou seja, não há um acordo sobre a origem da raça Holandesa. 

Jesey 13 Raças De Gado Que Mostran Que O Agro Manda

Jersey

Este animal tem como origem uma peque ilha, a chamada Ilha de Jersey, na Grã-Bretanha, especificamente noCanal da Mancha, entre a Inglaterra e a França.
Dados revelam que esta raça é a criada puramente há mais tempo que qualquer outra raça bovina.
 
Por decreto lei, em 1763, ficou proibida a entrada, na Ilha de Jersey, de qualquer animal vivo que pudesse transmitir doença aos seus bovinos.
 
Outra curiosidade referente à história desta raça é que durante a ocupação nazista entre o período de junho de 1940 a maio de 1945, os criadores da Ilha se viram obrigados a utilizar de critérios severos de seleção, pois as tropas de ocupação importavam carne bovina de outros países ocupados, como a Alemanha e a França, porém nos últimos 6 meses de ocupação eram abatidas 40 cabeças por semana, aproximadamente, um problema sério para uma região, que devido a seu pequeno território, poucas vezes comportou mais de 10 mil cabeças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.