Sorgo alta qualidade para silagem

Bovinocultura Destaques

É a BRS 658, um hibrido desenvolvido por uma equipe liderada pelo pesquisador José Avelino Santos Rodrigues, também da Embrapa Milho e Sorgo. O que se buscou durante as etapas de melhoramento genético foram sete características: alta produtividade de massa; alta proporção de grão; bom padrão de fermentação; boa digestibilidade; resistência a doenças; eficiência nutricional; e resistência ao acamamento. “O BRS 658 veio para o segmento de produção de silagem de qualidade e é resultado de um trabalho de quase dez anos de pesquisa”, relata.

O pesquisador revela que o BRS 658 apresenta potencial produtivo de 10% acima dos híbridos existentes. “O destaque maior é sua qualidade de silagem por possuir alta proporção de grãos na forragem e excelente sanidade foliar”, complementa. Outros destaques do novo híbrido forrageiro da Embrapa são o elevado teor de proteína bruta (9,2%, índice recorde entre os já disponíveis no mercado) e sua digestibilidade, parâmetros que conferem maiores produções de leite e carne, com consequente menor custo de produção para o agricultor.

Rodrigues, melhorista da cultura do sorgo há 41 anos, diz que a nova cultivar apresenta boa capacidade de rebrota e possui um sistema radicular muito bem desenvolvido, o que atribui resistência ao acamamento. Defensor do cultivo do sorgo, Pio, como é mais conhecido, traz uma carta poderosa na manga em tempos de escassez de chuva: enquanto o milho gasta 500 kg de água, em média, para produzir 1 kg de matéria seca, o sorgo produz a mesma quantidade com 100 kg de água a menos

Sorgo em Barra do Choça

Deixe uma resposta