Um raio atingiu e matou mais de 40 cabeças de gado em uma fazenda Colméia, no interior do Tocantins, neste final de semana. Imagens tiradas na propriedade mostram os animais caídos debaixo de uma árvore. O fazendeiro perdeu mais da metade do rebanho. Infelizmente, tragédias envolvendo raios são sempre uma surpresa e causam grandes danos.

O Brasil é atingido por quase 78 milhões de raios todos os anos. Essas descargas de raios já mataram mais de 2.000 pessoas entre 2000 e 2017. Mas vale destacar que os animais também sofrem com o problema, principalmente nas propriedades rurais. Por isso, é essencial saber como evitar a morte de bois por raios.

O caso aconteceu na tarde do último sábado (22) em uma fazenda localizada a cerca de 2,5 km do centro da cidade. Para G1o proprietário do imóvel disse que estava na zona urbana quando foi avisado da situação por um vizinho.

O gado estava debaixo do pequizeiro. De 70, 41 morreram. Meu amigo estava em uma fazenda próxima quando um raio atingiu e matou uma de suas porcas. Ele ficou chateado e quando foi jogar fora viu minhas novilhas caídas“, disse o agricultor, que não quis ser identificado.

Patrocinadores

O homem ainda não explicou o tamanho dos danos. No entanto, de acordo com citações de Consultoria Escocesa, o valor da novilha de reposição é anunciado em média de R$ 2.500,00 e, portanto, levando em conta a genética, o prejuízo da fazenda chega a R$ 120.000,00.

Ele conta que a situação nunca havia acontecido e que agora vai lutar para conquistar novamente o número de animais.

Adotar medidas de proteção evitam muitos danos e permite que o período de chuvas fortes não afete tanto a produção. Para isso, é fundamental colocar em prática alguns cuidados essenciais. A seguir, apresentamos as melhores formas de prevenir a morte de novilhos por raios. Não deixe de conferir!

Screenshot 181
Novilhas foram atingidas por raio em fazenda em Comeia – Foto: Divulgação
Screenshot 182
Novilhas foram atingidas por raio em fazenda em Comeia – Foto: Divulgação
Screenshot 183
Novilhas foram atingidas por raio em fazenda em Comeia – Foto: Divulgação
Screenshot 184
Novilhas foram atingidas por raio em fazenda em Comeia – Foto: Divulgação

Dentro de Saudade do Iguaçu (PR), um produtor rural perdeu 19 vacas devido a descargas elétricas. a maioria dos animais nós estamos grávidas. Segundo o produtor rural proprietário das vacas, os animais estavam todos reunidos no mesmo curral quando ocorreu o choque.

Patrocinadores

A descarga elétrica deveu-se a um vento, durante uma forte chuva, que empurrou um ramal para a rede de alta tensão. Na primeira alta, 12 vacas morreram. Logo após o trágico acontecimento, o produtor chamou técnicos da Companhia Paranaense de Energia (Copel), para acender a luz novamente. Porém, houve outra descarga após o ligamento, tendo assim a morte de mais sete animais.

Impedir que os animais se abriguem sob as árvores

Ter árvores no pasto é uma boa alternativa para que o gado possa descansar à sombra nos dias de bom tempo. Desta forma, há menos desgaste físico por parte dos animais, que sentirão menos calor.

No entanto, as árvores representam riscos quando ocorre uma tempestade. Em campo aberto, eles são caracterizados como os pontos mais altos e, portanto, tendem a atrair raios. Portanto, para evitar a morte dos animais, é importante que eles não fiquem abaixo das coroas.

Aos primeiros sinais de tempo fechado, vale a pena levar os animais para um local protegido e seguro, para evitar problemas.

Patrocinadores

Em uma tempestade, se os animais estiverem juntos, há uma grande chance de que todos morram ou sofram as consequências de um raio que se propaga no raio em que estão situados.

Assim, outra forma de proteger os bois das descargas atmosféricas é manter o rebanho espalhado. Crie métodos para coordenar a propagação e formar pequenos grupos com os bois. Com isso, qualquer perda é reduzida.

Para evitar a morte do gado por raios, você também precisa proteger as cercas presentes em sua fazenda. Como geralmente são feitos de aço, acabam sendo energizados em uma tempestade com muitas descargas elétricas. Assim, se os animais tocarem acidentalmente nos fios, sofrerão choques fatais.

Por isso, o ideal é começar pelo aterramento. Crie condições para que a energia possa ser conduzida para terra, o que evita que toda a cerca seja perigosa. Isso geralmente pode ser feito conectando os fios a uma haste de metal, que fica enterrada.

Patrocinadores

Outro ponto importante é que não é recomendado o uso de fio contínuo para grandes comprimentos. É melhor dividi-lo em porções menores, conectadas por isoladores especiais para a situação. Esta é a técnica mais indicada porque reduz consideravelmente a área de exposição ao risco de descargas.

Esses métodos apresentam excelentes resultados, considerando que, ao aterrar e conter a propagação da descarga, o impacto do raio se torna muito menor. Além disso, é essencial que você tenha produtos de alta qualidade. Assim, é possível ter certeza de que todo o projeto funcionará exatamente como o esperado no momento em que for necessário.

A prevenção de relâmpagos do gado é viável desde que as ferramentas e técnicas corretas sejam usadas. Além das medidas protetivas já adotadas, coloque em prática nossas dicas e não esqueça de fazer as devidas adaptações nas cercas. Dessa forma, nenhuma queda perto ou sobre os fios gerará uma energização capaz de matar seus animais.

Source link

Patrocinadores

agricultura agricultura de precisão agricultura familiar agrolink agronegocio agrotoxico Ambiente arroz avicultura biodiesel biotecnologia boi brasil cabras café cavalo certificação consultoria crédito rural ensino à distância etanol feijão flores frutas gado gado de corte geladeiras gestão rural milho noticias ovelha para pasto pecuaria pecuária leiteira pragas na agricultura Qual saúde Animal seguro rural setor sucroenergético SOJA suinocultura Treinamento trigo Turismo rural

 

 


 


 


 


 

 

 



Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here