O Paraná se destaca na produção recorde de feijão segunda safra

A agricultura é um dos setores mais importantes da economia brasileira, e o estado do Paraná tem se destacado na produção de feijão segunda safra. Com a colheita indicando um recorde histórico, é fundamental entender os números e projeções para esse importante mercado.

Produção recorde e expectativas para a safra

Segundo a Previsão Subjetiva de Safra (PSS), divulgada pelo Departamento de Economia Rural (Deral), a área plantada atingiu um recorde de 402 mil hectares, com uma estimativa de 774 mil toneladas de feijão segunda safra. Esses números representam um aumento significativo em relação às safras anteriores e colocam o Paraná como um dos líderes na produção desse grão tão importante para a alimentação no país.

Colheita promissora e desafios superados

Apesar dos desafios enfrentados pelos produtores, como doenças nas lavouras e o calor excessivo, a colheita está ocorrendo de forma satisfatória. As últimas chuvas ajudaram a melhorar o aspecto das plantações e a produtividade está estimada em 1.925 kg/ha, o que é um bom indicativo para o sucesso da safra.

Expectativa para a produção total e impacto na economia

Com a produção somada da primeira, segunda e terceira safra, o Paraná poderá alcançar a marca de 947 mil toneladas de feijão, um aumento significativo em relação ao ano anterior. Esse cenário é promissor para a economia do estado e para o abastecimento do mercado interno.

Patrocinadores

Além disso, confira abaixo esses posts:

MEGA SORGO SANTA ELISA

Pragas de Milho e Sorgo: Descubra as Ameaças Ocultas para Sua Colheita

06 Dicas Essenciais para Plantar Sorgo com Sucesso

Patrocinadores

Silagem de Sorgo

Produção recorde de feijão segunda safra no Paraná

A colheita de feijão segunda safra no Paraná está em andamento e com perspectivas de alcançar um recorde histórico. A área plantada nesta safra atingiu o recorde de 402 mil hectares, representando um aumento significativo em relação à safra passada. O volume esperado é de 774 mil toneladas, o que seria uma das maiores produções de feijão do estado.

Colheita e produtividade

Apesar dos temores iniciais dos produtores, a colheita está ocorrendo de forma satisfatória. As últimas chuvas contribuíram para melhorar o aspecto das lavouras, que enfrentaram alguns desafios durante o ciclo, como doenças e calor excessivo. A produtividade esperada é de 1.925 kg/ha, o que é um bom indicativo para a safra.

Projeções futuras

Boas expectativas para a safra

A primeira safra de feijão apresentou uma produção um pouco abaixo do potencial, devido a questões climáticas. No entanto, a expectativa para a segunda safra e a perspectiva de uma pequena terceira safra são positivas. A produção total de feijão no estado poderá chegar a 947 mil toneladas, representando um aumento significativo em relação à safra anterior.

Patrocinadores

Conclusão

Recorde de produção de feijão

A produção recorde de feijão segunda safra no Paraná é um indicativo do potencial agrícola do estado. Com uma área plantada expressiva e boas condições durante a colheita, a safra promete ser uma das maiores da história. Os produtores estão otimistas com os resultados até o momento, e as projeções futuras apontam para uma safra de sucesso.

Além disso, confira abaixo esses posts:

Preço do Bezerro Nelore e Mestiço Atualizado

Preço da vaca Nelore e Mestiça Atualizado

Patrocinadores

Preço do Milho Atualizado

Preço da Soja Atualizado

Conclusão

A previsão de recorde na produção de feijão segunda safra no Paraná é uma excelente notícia para o mercado agrícola e para os produtores da região. Com uma área plantada recorde e uma estimativa de produção também em níveis recordes, o estado se destaca como um importante produtor de feijão no cenário nacional.

Apesar dos desafios enfrentados durante o ciclo da cultura, como doenças e condições climáticas adversas, a colheita está ocorrendo de forma satisfatória, o que é reflexo do trabalho e dedicação dos agricultores paranaenses. A expectativa de uma das maiores produções de feijão do estado reforça a importância da agricultura na economia local e nacional.

Patrocinadores

Com a promessa de uma produção expressiva, é possível vislumbrar um cenário positivo para o mercado de feijão, com potencial para atender a demanda interna e contribuir para a economia do Paraná. O setor agrícola segue se mostrando vital e promissor, reafirmando sua importância no desenvolvimento do estado.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Colheita de feijão no Paraná indica recorde histórico

O início da colheita de feijão segunda safra no Paraná sinaliza um possível recorde na produção do estado. Com 9% da área já colhida e 35% das lavouras em maturação, a Previsão Subjetiva de Safra (PSS) divulgada pelo Deral aponta para um volume esperado de 774 mil toneladas, resultado de uma área plantada recorde de 402 mil hectares.

Por que a produção de feijão segunda safra está tão alta no Paraná?

A produção recorde é resultado do aumento da área plantada nesta safra, que foi 36% maior do que na safra anterior. Além disso, as condições climáticas favoráveis durante o ciclo da cultura contribuíram para o desenvolvimento das lavouras.

Patrocinadores

Como está sendo a colheita do feijão no estado?

Apesar dos temores iniciais dos produtores, a colheita está ocorrendo de forma satisfatória. As últimas chuvas beneficiaram as lavouras, que haviam sido afetadas por doenças e pelo calor excessivo.

Qual é a estimativa de produtividade para esta safra de feijão?

A produtividade está estimada em 1.925 kg/ha, o que é considerado um bom resultado para a cultura do feijão.

O que podemos esperar da produção total de feijão no Paraná?

Com a primeira safra já encerrada e uma pequena terceira safra em andamento, a produção total de feijão no estado poderá atingir 947 mil toneladas, um aumento de 39% em relação à safra anterior.

Quais são as fontes utilizadas para essas informações?

As informações sobre a produção de feijão no Paraná foram fornecidas pelo Departamento de Economia Rural (Deral) do estado.

Patrocinadores

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Verifique a Fonte Aqui

O início da colheita indica que a produção de feijão segunda safra deve atingir um recorde histórico no Paraná. Até o momento, 9% da área foi colhida, enquanto 35% das lavouras a campo já estão em maturação, segundo a Previsão Subjetiva de Safra (PSS), divulgada nesta quinta-feira (25) pelo Departamento de Economia Rural (Deral).

A área plantada nesta safra atingiu o recorde de 402 mil hectares, 36% superior à da segunda safra 2022/2023. Com isso, o volume esperado é de 774 mil toneladas, “uma produção recorde para a segunda safra e, que se confirmada, deve ser uma das maiores produções de feijão do estado”, explica o chefe do Deral Marcelo Garrido.

A colheita está ocorrendo bem, apesar dos temores dos produtores de feijão pelas lavouras mais tardias. As últimas chuvas melhoraram o aspecto das lavouras, que haviam sofrido com algumas doenças e com o calor excessivo em seu ciclo, conforme o Deral. A produtividade está estimada em 1.925 kg/ha.

A primeira safra de feijão encerrou com a produção de 171 mil toneladas, 22% a menos que o potencial, considerando os problemas de nebulosidade e excesso de chuva. O estado ainda terá uma pequena 3ª safra, com mais mil toneladas. A produção estadual poderá somar 947 mil toneladas ao todo, 39% superior à safra anterior, de 682 mil toneladas.

Fonte: Deral

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here