Pular para o conteúdo
Patrocinadores

Nestlé registra queda de 1,5% na receita em 2023.

Entenda os resultados financeiros da Nestlé em 2023

A Nestlé divulgou recentemente seus resultados financeiros para o ano de 2023, apresentando uma queda na receita bruta, mas um crescimento no lucro líquido. Esses números impactaram o mercado e geraram diferentes análises por parte dos especialistas. Neste artigo, vamos analisar em detalhes os resultados financeiros da Nestlé, entender os motivos por trás desses números e as projeções da empresa para os próximos anos.

Impacto da pandemia nos resultados da empresa

A pandemia de Covid-19 teve um impacto significativo nos resultados financeiros da Nestlé em 2023. A empresa enfrentou desafios como a inflação, mudanças nos hábitos de consumo dos clientes e interrupções na cadeia de suprimentos. Vamos analisar como esses fatores influenciaram os resultados da empresa e quais estratégias foram adotadas para mitigar esses impactos.

Projeções para o futuro e análise de mercado

Além de apresentar os resultados financeiros do ano passado, a Nestlé também divulgou suas projeções para os próximos anos. Vamos analisar essas projeções, entender as estratégias da empresa para impulsionar o crescimento e como ela pretende enfrentar os desafios do mercado. Também vamos explorar as análises de mercado feitas por especialistas e o impacto dessas projeções no cenário econômico atual.

Análise crítica dos resultados e perspectivas

Por fim, vamos realizar uma análise crítica dos resultados financeiros da Nestlé em 2023 e das projeções para os próximos anos. Vamos examinar as opiniões de diferentes analistas e como o mercado reagiu a essas informações. Será que a Nestlé conseguirá atingir suas metas de crescimento? Quais os desafios que a empresa ainda enfrenta? Todas essas questões serão abordadas de forma detalhada ao longo deste artigo.
———————————————————————————————-

Patrocinadores

Desenvolvimento

No período, o crescimento orgânico da Nestlé foi de 7,2% com desempenho real interno negativo de 0,3%, e alta de 7,5% nos preços dos produtos. As categorias de produtos Pet e Café lideraram o avanço do crescimento orgânico.

Desaceleração do crescimento

Já a desaceleração do crescimento real interno ocorreu com os volumes prejudicados pela fraca procura dos consumidores, restrições de capacidade e uma interrupção temporária no fornecimento de vitaminas, minerais e suplementos no segundo semestre, disse a empresa. Analistas esperam que o crescimento interno real aumente em 2024, com o consenso da empresa prevendo 2,6% este ano.

Expectativas para o futuro

Para o acumulado do ano fiscal de 2024, a Nestlé espera um crescimento orgânico nas vendas em torno de 4% e um aumento moderado na margem de lucro operacional. Além disso, espera-se que o lucro por ação subjacente em moeda constante aumente entre 6% e 10%.

Reações dos analistas

Após a divulgação do balanço, analistas classificaram os resultados da empresa como decepcionantes. A Barclay ressaltou o crescimento real interno negativo e disse que, agora, “a questão será como a Nestlé vai recuperar o crescimento interno real e se ela aplicou preços em excesso”. Já o Citi apontou que as estimativas de consenso para os ganhos da Nestlé devem cair após o relatório.

Patrocinadores

————————————————————————————————–

Conclusão

Os resultados financeiros da Nestlé refletem um cenário desafiador, com impacto da inflação nos hábitos de consumo dos clientes. Mesmo diante de obstáculos, a empresa demonstrou crescimento orgânico significativo em algumas categorias de produtos, com perspectivas positivas para os próximos anos. No entanto, analistas apontam para desafios a serem superados, como a recuperação do crescimento interno real e ajustes nos preços. A Nestlé busca reforçar a confiança dos investidores e seguir em direção a suas metas de médio prazo, com planos concretos de crescimento e retorno aos acionistas.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Resultados financeiros da Nestlé em 2023

A Nestlé divulgou nesta quinta-feira, 22, seus resultados financeiros do ano de 2023, apresentando uma queda na receita bruta e um aumento no lucro líquido. Confira abaixo os principais dados e projeções da empresa:

Patrocinadores

Principais Resultados de 2023

A receita bruta da Nestlé no acumulado de 2023 recuou 1,5% em comparação com 2022, totalizando 93 bilhões de francos suíços (cerca de US$ 105,55 bilhões). Já o lucro líquido da companhia cresceu 20,9% na comparação anual, atingindo 11,2 bilhões de francos suíços (US$ 12,71 bilhões).

Crescimento Orgânico e Desempenho Real Interno

Em 2023, o crescimento orgânico da Nestlé foi de 7,2%, com desempenho real interno negativo de 0,3%. As categorias de produtos Pet e Café lideraram o avanço do crescimento orgânico.

Expectativas para 2024 e Metas de Médio Prazo

Para o ano fiscal de 2024, a Nestlé espera um crescimento orgânico nas vendas em torno de 4% e um aumento moderado na margem de lucro operacional. Já as metas de médio prazo para 2025 incluem um crescimento orgânico de vendas de um dígito médio e uma faixa de margem de lucro operacional entre 17,5% e 18,5%.

FAQs

1. Qual foi o desempenho do lucro líquido da Nestlé em 2023?

O lucro líquido da Nestlé cresceu 20,9% em 2023, alcançando 11,2 bilhões de francos suíços.

Patrocinadores

2. Quais categorias de produtos impulsionaram o crescimento orgânico da Nestlé?

As categorias de produtos Pet e Café lideraram o avanço do crescimento orgânico da empresa em 2023.

3. Quais são as expectativas da Nestlé para o ano fiscal de 2024?

Para 2024, a Nestlé espera um crescimento orgânico nas vendas em torno de 4% e um aumento moderado na margem de lucro operacional.

4. Quais são as metas de médio prazo da Nestlé para 2025?

As metas de médio prazo para 2025 incluem um crescimento orgânico de vendas de um dígito médio e uma faixa de margem de lucro operacional entre 17,5% e 18,5%.

5. Como os analistas avaliaram os resultados da Nestlé em 2023?

Os analistas classificaram os resultados da Nestlé como decepcionantes, destacando o crescimento real interno negativo e o desempenho fraco em algumas divisões de produtos de consumo.

Patrocinadores

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

A Nestlé informou nesta quinta-feira, 22, que a receita bruta da companhia no acumulado de 2023 recuou 1,5% em comparação com 2022, totalizando 93 bilhões de francos suíços (cerca de US$ 105,55 bilhões) ante 94,4 bilhões de francos suíços (US$ 107,14 bilhões) no ano anterior. O lucro líquido da companhia cresceu 20,9% na comparação anual, passando de 9,3 bilhões de francos suíços (US$ 10,55 bilhões) para 11,2 bilhões de francos suíços (US$ 12,71 bilhões).

De acordo com estimativas compiladas pela companhia, o lucro líquido era esperado para 11,76 bilhões de francos suíços e a receita para 93,68 bilhões de francos suíços.

No período, o crescimento orgânico da Nestlé foi de 7,2% com desempenho real interno negativo de 0,3%, e alta de 7,5% nos preços dos produtos. As categorias de produtos Pet e Café lideraram o avanço do crescimento orgânico.

Patrocinadores

Já a desaceleração do crescimento real interno ocorreu com os volumes prejudicados pela fraca procura dos consumidores, restrições de capacidade e uma interrupção temporária no fornecimento de vitaminas, minerais e suplementos no segundo semestre, disse a empresa. Analistas esperam que o crescimento interno real aumente em 2024, com o consenso da empresa prevendo 2,6% este ano.

“A inflação sem precedentes nos últimos dois anos aumentou a pressão sobre muitos consumidores e causou impacto na demanda por produtos alimentícios e bebidas”, disse o CEO da Nestlé, Mark Schneider. “Neste contexto desafiador, conseguimos um forte crescimento orgânico e uma melhoria sólida nas margens, com investimentos crescentes em marketing e em outros impulsionadores de crescimento”, acrescentou.

Para o acumulado do ano fiscal de 2024, a Nestlé espera um crescimento orgânico nas vendas em torno de 4% e um aumento moderado na margem de lucro operacional. Além disso, espera-se que o lucro por ação subjacente em moeda constante aumente entre 6% e 10%.

Já as metas de médio prazo para 2025 foram estabelecidas em crescimento orgânico de vendas de um dígito médio e uma faixa de margem de lucro operacional de negociação subjacente de 17,5% a 18,5%. O lucro por ação subjacente em moeda constante deve aumentar entre 6% e 10%.

Patrocinadores

A Nestlé disse, ainda, que vai propor um dividendo de 3,00 francos suíços por ação e afirmou que planeja recomprar 50 milhões de ações.

Após a divulgação do balanço, analistas classificaram os resultados da empresa como decepcionantes. “Não são os tipos de resultados tranquilizadores da Nestlé aos quais os investidores estão acostumados”, disse a Bernstein, destacando que, com exceção do negócio de pets, “a maioria das divisões de produtos de consumo teve um desempenho fraco”.

A Barclays ressaltou o crescimento real interno negativo e disse que, agora, “a questão será como a Nestlé vai recuperar o crescimento interno real e se ela aplicou preços em excesso”.

Já o Citi apontou que as estimativas de consenso para os ganhos da Nestlé devem cair após o relatório.

Verifique a Fonte Aqui

Patrocinadores

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *