Exportações de carnes de boi, frango e suína atingem marca histórica
Exportações de carnes de boi, frango e suína atingem marca histórica

Exportações de carnes de boi, frango e suína

O Brasil fechará o ano de 2022 com um novo patamar para as exportações de proteína animal. De janeiro até o início de dezembro, o país já embarcou para o exterior 6,98 milhões de toneladas na soma das carnes de boi, frango e suína.

+ Maior da América Latina, novo frigorífico terá capacidade de abater 15 mil suínos por dia

Dessa forma, com pouco mais de uma quinzena ainda a ser contabilizada, o Brasil fechará o ano com uma marca histórica: ultrapassando os 7 milhões de toneladas de carnes exportadas. Esse fato foi o destaque da edição desta semana do boletim ‘AgroExport’.

Apresentador do quadro, o diretor de conteúdo do Canal Rural, Giovani Ferreira, chamou a atenção para o crescimento do mercado internacional para a proteína animal brasileira. Isso porque, em 2021, o complexo carne — bovina, suína e de frango — foi responsável pela exportação de 5,8 milhões de toneladas. Ou seja: em volume, 2022 já superou o ano passado.

Patrocinadores

“Aumento do consumo, principalmente na China, nosso grande comprador” — Giovani Ferreira

“É a demanda internacional aquecida, a guerra na Ucrânia, a busca por proteína”, afirmou Ferreira. “Aumento do consumo, principalmente na China, nosso grande comprador, sobretudo de bovinos e suínos”, complementou o responsável pelo ‘AgroExport’ ao conversar com a apresentadora Pryscilla Paiva durante o telejornal ‘Mercado & Companhia’ desta terça-feira (13).

Carne bovina: aumento nas exportações e nos custos

Foto: Wenderson Araujo/Trilux/CNA

Giovani Ferreira observou, no entanto, que os custos para o produtor aumentaram de um ano para o outro — principalmente na carne bovina. Nesse sentido, ele informou que o valor pago por tonelada subiu 17% de 2021 para 2022, indo de US$ 5,1 mil para US$ 6 mil. “Só que o custo de produção chegou perto dos 50% de aumento”, destacou o diretor de conteúdo do Canal Rural.

Dessa forma, ele avisou que o crescimento da receita cambial na exportação de carne bovina pelo Brasil não representa, necessariamente, aumento de ganhos por parte dos pecuaristas. Isso porque, em valores, o salto do segmento foi de 41%: de US$ 7,96 bilhões (2021) para US$ 11,29 bilhões (2022, na parcial até o início de dezembro).

Patrocinadores
carne bovina - exportações

 

Foto: Canal Rural/reprodução

Receita com exportações de frango já é 20% maior

carne de frango

 

Foto: Freepik

Na parte de embarques de carne de frango, a receita cambial já é 20% maior em 2022, ante o consolidado de 2021. Isso apesar do — por enquanto — menor nível em volume. No ano passado, o Brasil exportou 4,42 milhões de toneladas do produto, para uma receita cambial de US$ 6,95 bilhões. Até o momento, 2022 tem como números 4,17 milhões de toneladas e US$ 8,39 bilhões em receita.

“A gente chega fácil a 4,3 milhões de toneladas, superando o recorde em volume do ano passado”, comentou Ferreira ao reforçar que faltam duas semanas para contabilizar os embarques de carne de frango para o exterior.

Patrocinadores
exportações - carne de frango

 

Foto: Canal Rural/reprodução

Suínos têm potencial para igualar marca de 1 milhão de toneladas

carne suína, suíno, suinocultura - suínos

 

Foto: Prefeitura de Capão Bonito

Ao menos igualar o volume exportado no ano passado deve ocorrer, também, com a parte de carne suína. Isso porque o apresentador do ‘AgroExport’ avisou que o mercado internacional voltou a se aquecer além das expectativas ao decorrer deste segundo semestre. Assim, a marca de 1 milhão de toneladas de 2021 deve ser repetida agora, em 2022 — sendo que na atual parcial o nível está em 0,94 milhão.

exportações - carne suína

 

Foto: Canal Rural/reprodução

Patrocinadores

Dificuldade para a cadeia produtiva

Por fim, Giovani Ferreira destacou que, assim como na carne bovina, os custos de produção para os segmentos de carne de frango e carne suína aumentaram cerca de 50% de 2021 para 2022. E isso no período em que o valor pago pela tonelada das aves foi de US$ 1,63 mil para US$ 2 mil (avanço de 23%); e a de suínos foi de US$ 2,24 mil para US$ 2,38 mil (6%).

“Estamos conquistando mercado, mas a que preço?” — Giovani Ferreira

“Uma dificuldade enorme na ponta, no produtor, no frigorífico, na cadeia produtiva de carne. Estamos conquistando mercado, mas a que preço?”, questionou Ferreira. “Nesse momento, um preço muito alto para a pecuária brasileira de forma geral”, enfatizou.

Boletim ‘AgroExport’

boletim agroexport - capa

 

Foto: Canal Rural/divulgação

Apresentado por Giovani Ferreira, o boletim ‘AgroExport’ conta com edições semanais. O quadro é exibido às terças-feiras, dentro do telejornal ‘Mercado & Companhia’.

Patrocinadores

Confira, abaixo, algumas das últimas edições do boletim ‘AgroExport’:

+ Embarques de farelo e óleo de soja disparam com recorde em volume e receita
+ Milho reage e exportação tem potencial para superar as 40 milhões de toneladas
+ Carne bovina tem outubro histórico com embarque de 188 mil tonelada

Fonte

agricultura agricultura de precisão agricultura familiar agrolink agronegocio agrotoxico Ambiente arroz avicultura biodiesel biotecnologia boi brasil cabras café cavalo certificação consultoria crédito rural ensino à distância etanol feijão flores frutas gado gado de corte geladeiras gestão rural milho noticias ovelha para pasto pecuaria pecuária leiteira pragas na agricultura Qual saúde Animal seguro rural setor sucroenergético SOJA suinocultura Treinamento trigo Turismo rural

Patrocinadores

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here