Pular para o conteúdo
Patrocinadores

Boi gordo: Preços e Tendências em 2024

Análise do Mercado de Gado

Liquidez do Mercado

A tendência é que a liquidez do mercado melhore gradualmente durante a quinzena. A maioria dos frigoríficos ainda aponta tranquilidade em relação à escala de abates; no entanto, algumas unidades de menor porte têm posições mais apertadas. Nas próximas semanas, o mercado deve focar no comportamento de preços no atacado, agora que as festividades ficaram para trás, nas condições das pastagens, e no ritmo da exportação brasileira.

Cotações Regionais

Em São Paulo, as cotações não sofreram alterações no dia. A arroba do boi gordo ficou entre R$ 240/245, dependendo do padrão do animal. Em Minas Gerais, as indicações ficaram estáveis, com o boi gordo cotado a R$ 250/@ a prazo no Triângulo Mineiro. Em Goiás, os preços ficaram acomodados, variando entre R$ 235/245 no sudoeste do estado. Já em Mato Grosso do Sul, os preços também não sofreram mudanças, com a arroba cotada a R$ 232 @ a prazo em Campo Grande e R$ 232/@ a prazo em Dourados. Em Mato Grosso, as indicações seguiram firmes, com a arroba precificada entre R$ 208 e R$ 210 a prazo.

Boi no Atacado

O mercado atacadista apresentou preços acomodados para a carne bovina. A demanda pelos cortes bovinos foi positiva no final do ano, o que traz alguma expectativa para a reposição entre atacado e varejo no curto prazo. Contudo, vale destacar que o perfil de consumo das famílias tende a mudar, passando de cortes mais caros para mais acessíveis, o que pode alterar a dinâmica de preços no atacado. O corte traseiro tende a encontrar maior dificuldade para reajustes, com o quarto traseiro precificado a R$ 20,20 por quilo, o quarto dianteiro estável em R$ 13 por quilo, e a ponta de agulha também a R$ 13 por quilo.
Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

A tendência é que a liquidez do mercado melhore gradualmente durante a quinzena. A maioria dos frigoríficos ainda aponta tranquilidade em relação à escala de abates; no entanto, algumas unidades de menor porte têm posições mais apertadas.

Patrocinadores

Nas próximas semanas, o mercado deve focar no comportamento de preços no atacado, agora que as festividades ficaram para trás, nas condições das pastagens e no ritmo da exportação brasileira.

Em São Paulo, as cotações não sofreram alterações no dia. A arroba do boi gordo ficou entre R$ 240/245, dependendo do padrão do animal.

Em Minas Gerais, as indicações ficaram estáveis. No Triângulo Mineiro, o boi gordo foi cotado a R$ 250/@ a prazo.

Em Goiás, os preços ficaram acomodados. A arroba foi precificada entre R$ 235/245 no sudoeste do estado.

Patrocinadores

Já em Mato Grosso do Sul, sem mudanças nos preços. Em Campo Grande, a arroba foi cotada a R$ 232 @ a prazo. Já em Dourados, o boi gordo também ficou em R$ 232/@ a prazo.

Em Mato Grosso, as indicações seguiram firmes. Na cidade de Cáceres, a arroba foi precificada a R$ 208 a prazo. Em Campos de Júlio, a arroba foi precificada a R$ 210 a prazo.

Boi no atacado

O mercado atacadista apresentou preços acomodados para a carne bovina.

A demanda pelos cortes bovinos foi positiva no final do ano, o que traz alguma expectativa para a reposição entre atacado e varejo no curto prazo.

Patrocinadores

Contudo, vale destacar que o perfil de consumo das famílias tende a mudar, passando de cortes mais caros para mais acessíveis, o que pode alterar a dinâmica de preços no atacado.

O corte traseiro tende a encontrar maior dificuldade para reajustes.

O quarto traseiro foi precificado a R$ 20,20 por quilo. O quarto dianteiro ficou estável, em R$ 13 por quilo. A ponta de agulha foi foi precificada a R$ 13 por quilo.

FAQ

Qual a perspectiva para o mercado de boi gordo nas próximas semanas?

Patrocinadores

A tendência é que a liquidez do mercado melhore gradualmente durante a quinzena, com a maioria dos frigoríficos ainda apontando tranquilidade em relação à escala de abates; no entanto, algumas unidades de menor porte têm posições mais apertadas.

Quais fatores o mercado deve focar nas próximas semanas?

Nas próximas semanas, o mercado deve focar no comportamento de preços no atacado, nas condições das pastagens e no ritmo da exportação brasileira, agora que as festividades ficaram para trás.

Quais foram as cotações do boi gordo em diferentes regiões do Brasil?

Patrocinadores

Em São Paulo, as cotações não sofreram alterações no dia, variando entre R$ 240/245 a arroba. Em Minas Gerais, as indicações ficaram estáveis, com o boi gordo cotado a R$ 250/@ a prazo no Triângulo Mineiro. Em Goiás, os preços ficaram acomodados, com a arroba variando entre R$ 235/245 no sudoeste do estado. Em Mato Grosso do Sul, sem mudanças nos preços, com a arroba cotada a R$ 232 em Campo Grande e Dourados. Em Mato Grosso, as indicações seguiram firmes, com a arroba precificada a R$ 208 em Cáceres e R$ 210 em Campos de Júlio.

Boi no atacado

Qual foi a dinâmica de preços no mercado atacadista de carne bovina?

O mercado atacadista apresentou preços acomodados para a carne bovina, com expectativa de reposição entre atacado e varejo a curto prazo. No entanto, o perfil de consumo das famílias tende a mudar, passando de cortes mais caros para mais acessíveis, o que pode alterar a dinâmica de preços no atacado. O corte traseiro tende a encontrar maior dificuldade para reajustes, com o quarto traseiro precificado a R$ 20,20 por quilo, o quarto dianteiro estável em R$ 13 por quilo, e a ponta de agulha precificada a R$ 13 por quilo.

semagro ms 02

Verifique a Fonte Aqui

Patrocinadores
Patrocinadores

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *