Brasil é destaque na produção de frangos de corte com baixo custo em comparação a outros países

A competitividade do Brasil na produção de frangos de corte tem chamado a atenção de especialistas, especialmente em relação aos custos envolvidos. Um recente estudo comparou os custos de produção em diferentes países, como Holanda, Alemanha e Polônia, e os resultados mostraram que o Brasil se destacou positivamente, com os menores custos em comparação aos demais países analisados.

Cenário internacional da produção de frangos de corte

O Instituto de Pesquisa em Economia da Universidade de Wageningen, na Holanda, conduziu uma análise abrangente dos custos de produção de frangos de corte em 2022, envolvendo diversos países da União Europeia, bem como o Brasil e os Estados Unidos. Os dados revelaram que, mesmo em um cenário global altamente competitivo, o Brasil se posicionou como um dos líderes em eficiência de custos na produção avícola.

Importância da eficiência de custos na produção avícola

A redução de custos na produção de frangos de corte é fundamental para manter a competitividade e a sustentabilidade do setor avícola. Saber como o Brasil se posiciona em relação a outras potências avícolas é essencial para os agentes da cadeia produtiva, permitindo uma visão clara do cenário internacional e das oportunidades de melhoria dentro do país.

———————————————————————————————-

Patrocinadores

Desenvolvimento

Os resultados da pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa em Economia da Universidade de Wageningen apontam para a competitividade do Brasil na produção de frangos de corte. Comparando os custos de produção em granjas de diferentes países, o Brasil se destaca por apresentar os custos mais baixos em relação a nações como Alemanha, Polônia, Holanda e Estados Unidos.

Eficiência do setor avícola brasileiro

Os custos de produção no Brasil foram de R$ 5,29 por kg vivo, o que representa um valor bastante competitivo em comparação com os demais países estudados. Isso demonstra a eficiência do setor avícola brasileiro em termos de gestão de custos e produtividade, fatores essenciais para manter a competitividade no mercado internacional.

Posição do Brasil no cenário internacional

A análise do Instituto de Pesquisa em Economia da Universidade de Wageningen fornece uma visão clara da posição do Brasil em relação a outros importantes produtores de frango no cenário internacional. Essa informação é relevante para os agentes da cadeia produtiva brasileira, pois evidencia a capacidade do país de competir globalmente e de manter a sua relevância como um dos principais players do mercado avícola.

Importância da divulgação de informações

O pesquisador Marcelo Miele da Embrapa Suínos e Aves ressalta a importância de divulgar essas informações para os agentes da cadeia produtiva brasileira. Dessa forma, os produtores e demais envolvidos no setor podem ter acesso a dados relevantes que auxiliam na tomada de decisões estratégicas e no aprimoramento da competitividade do país no mercado avícola internacional.

Patrocinadores

————————————————————————————————–

A Competitividade do Brasil na Produção de Frangos de Corte

A análise realizada pelo Instituto de Pesquisa em Economia da Universidade de Wageningen destacou a competitividade do Brasil na produção de frangos de corte. Os custos de produção no país foram os menores em comparação com Holanda, Alemanha, Polônia e Estados Unidos. Isso demonstra a eficiência do setor avícola brasileiro em termos de custos, o que pode impactar positivamente a cadeia produtiva do país.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Comparação de Custos de Produção de Frangos de Corte em 2022

O Instituto de Pesquisa em Economia da Universidade de Wageningen, na Holanda, realizou um estudo comparando os custos de produção de frangos de corte em diversos países em 2022. Os resultados mostraram que o Brasil apresentou os custos mais baixos em comparação com outros países da União Europeia, como a Alemanha e Polônia, além dos Estados Unidos.

Patrocinadores

Perguntas Frequentes sobre o Estudo

1. Qual foi o objetivo da pesquisa realizada pela Universidade de Wageningen?

O objetivo da pesquisa foi comparar os custos de produção de frangos de corte em diferentes países para analisar a competitividade da indústria avícola.

2. Quais foram os países avaliados no estudo?

O estudo comparou os custos de produção de frangos de corte no Brasil, Holanda, Alemanha, Polônia e Estados Unidos.

3. Quais foram os principais resultados encontrados?

O Brasil teve os custos mais baixos de produção de frangos de corte, com um valor de R$ 5,29 por kg vivo, enquanto a Alemanha apresentou o maior custo, alcançando R$ 6,72 por kg vivo.

4. Quais itens de custo foram considerados na análise?

Foram avaliados os custos de ração, pintos de um dia, mão de obra, outros custos e instalações, incluindo manutenção, depreciação e juros sobre capital.

Patrocinadores

5. Por que essas informações são relevantes para a cadeia produtiva brasileira?

Os resultados destacam a competitividade do Brasil na produção de frangos de corte, fornecendo uma visão clara da posição do país em relação a outros importantes produtores de frango no cenário internacional.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

O Instituto de Pesquisa em Economia da Universidade de Wageningen, na Holanda, comparou os custos de produção de frangos de corte em 2022 em alguns países da União Europeia (Holanda, Alemanha e Polônia) com o Brasil e os Estados Unidos. Segundo os dados, o Brasil apresentou os custos mais baixos em comparação com os demais países estudados.

A pesquisa considerou um aviário climatizado com pressão positiva no estado do Paraná, com informações fornecidas pela Embrapa Suínos e Aves. Os custos de produção nas granjas brasileiras foram os menores, totalizando R$ 5,29 por kg vivo. Em contrapartida, a Alemanha teve o maior custo, alcançando R$ 6,72 por kg vivo. A análise considerou diversos itens de custo, como ração, pintos de um dia, mão de obra, outros custos e instalações, esta última incluindo manutenção, depreciação e juros sobre capital.

Patrocinadores

Esses resultados destacam a competitividade do Brasil na produção de frangos de corte, demonstrando a eficiência do setor avícola do país em termos de custos. Essas informações são relevantes para os agentes da cadeia produtiva brasileira, fornecendo uma visão clara da posição do país em comparação com outros importantes produtores de frango no cenário internacional.

De acordo com os dados do Instituto de Pesquisa em Economia da Universidade de Wageningen, da Holanda, na comparação de estimativas dos custos de produção de frangos de corte em 2022 em três países da União Europeia – Holanda, Alemanha e Polônia –  em comparação com Brasil e Estados Unidos, esses dois apresentaram um menor custo. Segundo o pesquisador Peter van Horne,  economista em avicultura, que foi responsável pelo desenvolvimento da ferramenta de cálculo para comparar os custos de produção da carne de frango entre países e coordena o estudo, o objetivo é obter informações sobre a competitividade dos países.

Em relação aos dados para o Brasil, referem-se a um aviário climatizado com pressão positiva no estado do Paraná e foram disponibilizados pela Embrapa Suínos e Aves (Concórdia/SC). Para o pesquisador Marcelo Miele, da área de socioeconomia da Embrapa Suínos e Aves (SC), “é importante divulgar essas informações para os agentes da cadeia produtiva no Brasil”.

Os custos de produção nas granjas do Brasil são os menores comparados ao dos demais países elencados no estudo, com um valor de R$ 5,29 por kg vivo. Já Alemanha apresentou o maior custo, ficando em R$ 6,72 por Kg vivo. Para compor essa estimativa, foram avaliados os itens de custo: ração, pintos de um dia, mão de obra, outros e instalações. Na metodologia empregada, o item instalações considerou manutenção, depreciação e juros sobre capital. 

Patrocinadores

Verifique a Fonte Aqui

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here