Foto: Embrapa

Os governos do Peru e do Equador declararam na última quarta-feira (30) emergência de saúde de três meses por causa de surtos de gripe aviária. A doença ocasionou no abate de dezenas de milhões de aves na Europa e nos Estados Unidos.

+ Avanço de doenças preocupa Brasil’, diz presidente da ABPA

O Peru relatou seu primeiro surto grave do vírus no início de novembro, logo após o México anunciar que começaria a vacinar aves em áreas de alto risco. Declarando uma emergência nacional, o serviço de saúde agrícola peruano ordenou que todas as aves em um surto detectado fossem abatidas e enterradas a pelo menos dois metros de profundidade.

Patrocinadores

Doris Rodriguez, funcionária do serviço de vida selvagem e florestal do Peru, disse à rádio RPP que cerca de 13.800 aves morreram de gripe aviária, incluindo cerca de 10.000 pelicanos — principalmente nas regiões norte e central do país.

Situação da gripe aviária no Equador

gripe aviária

Foto: Agência Brasil

No Equador, o surto foi detectado pela primeira vez no fim de semana passado, em uma granja na província andina de Cotopaxi, levando a medidas de quarentena em áreas potencialmente infectadas.

Patrocinadores

Cerca de 180.000 aves na área devem ser abatidas para impedir a propagação do vírus, disse o Ministério da Agricultura equatoriano em um comunicado. O governo garantiu a segurança do consumo de ovos e carne de frango.

“Não será possível movimentar aves, produtos e subprodutos de origem aviária” — Ministério da Agricultura do Equador

“Durante os próximos 90 dias, não será possível movimentar aves, produtos e subprodutos de origem aviária como ovos, galinhas, galinhas, entre outros, das explorações afetadas pelo surto”, afirmou o ministério do Equador.

As autoridades locais disseram que o contágio detectado representa apenas 0,15% da população avícola do país, que conta com cerca de 263 milhões de frangos e 16 milhões de aves poedeiras. O setor avícola gera cerca de 23% do Produto Interno Bruto (PIB) agrícola do Equador. As informações são da agência de notícias Reuters.

_____________

Patrocinadores

Saiba em primeira mão informações sobre agricultura, pecuária, economia e previsão do tempo. Clique aqui e siga o Canal Rural no Google News.

Fonte

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here