Noticias do Jornal do campo

Boa leitura!

A Expocacer – Cooperativa dos Cafeicultores do Cerrado, reconhecida pelo pioneirismo na produção de cafés de alta qualidade, comemora 30 anos e anuncia sua nova marca, focada em ampliar sua atuação em cafés sustentáveis ​​e especiais para atender a uma crescente demanda global.

A vanguardista cooperativa, que prevê um crescimento anual de dois dígitos em cafés especiais e regenerativos, procura tornar os seus produtores os mais inovadores e sustentáveis ​​do mundo do café, através do desenvolvimento e partilha de novas práticas sustentáveis, investimentos em educação e formação programas de seus associados.

Patrocinadores

“Ser sustentável não envolve apenas o meio ambiente, envolve também preservar o nosso negócio, a nossa família, a sociedade onde vivemos. E como protagonistas de vanguarda em áreas como o desenvolvimento da cafeicultura regenerativa e orgânica, estamos originando novas práticas agrícolas e compartilhando nossas inovações com nossos associados para a sustentabilidade ambiental e social de nossa região”, afirma Fernando Beloni, presidente da Expocacer .

A Expocacer revela ainda que sua nova identidade busca inspirar, promover e nutrir uma cultura cafeeira de vanguarda ligada ao impacto. Com foco no futuro da cooperativa, Simão Pedro de Lima, Diretor Geral da Expocacer, afirma: “De olho no desenvolvimento de uma cafeicultura ambientalmente inteligente, acreditamos que o futuro da cafeicultura está sendo impulsionado por uma demanda crescente por café com propósito e qualidade. Aliados à real sustentabilidade e à transparência nas relações entre a cadeia produtiva, queremos ser protagonistas desse movimento fascinante, colaborando com ideias regenerativas e diálogos transparentes”. A Expocacer está firmemente empenhada em levar os produtores de café da região para a vanguarda mundial da inovação e sustentabilidade, fortalecendo ainda mais a sua reputação como entidade visionária e transparente.

Outro momento importante do evento foi a assinatura do Protocolo de Intenções com o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA/MG). O documento reforça o compromisso da Expocacer em cooperar com a cultura cafeeira do estado, promovendo o fortalecimento da gastronomia mineira e contribuindo para elevar o café mineiro, o jeito mineiro de fazer café, à categoria de Patrimônio Cultural de Minas Gerais e do Brasil. O ato foi formalizado por Fernando Nogues Beloni, Presidente da Expocacer, Simão Pedro de Lima, Diretor Superintendente da Expocacer, e Marília Palhares, Presidente do IEPHA/MG.

Rebranding que reflete uma transformação cultural interna

Patrocinadores

A Expocacer traçou uma visão ousada para o futuro e apresentou uma autêntica renovação da sua identidade visual durante a celebração do seu 30º aniversário. Esta mudança de marca simboliza uma transformação cultural e um compromisso renovado com os cafeicultores. Raquel Lazzarin, Diretora de Desenvolvimento Humano e Organizacional, afirma: “Mais que uma cooperativa, somos produtores, colaboradores, parceiros e consumidores, com o objetivo de inspirar mudanças e a ampliação progressiva de valor em cada decisão, gerando impacto positivo e firmando nosso compromisso para o futuro da cafeicultura”.

A marca que antes era Expocaccer passa a ser Expocacer, enfatizando a legibilidade do nome, explica o Diretor Superintendente da cooperativa, Simão Pedro de Lima. “Para melhorar a legibilidade e a sonoridade para o mercado e para o ambiente digital, o nome passou por uma reformulação. Assim, optou-se por retirar uma letra C, originando Expocacer. Essa mudança simplificou o nome, preservando sua essência e conexão com a ideia original: a cafeicultura no Cerrado Mineiro.”

Liderando a Vanguarda da Inovação e Sustentabilidade

A Expocacer desempenha um papel vital na governança da região do Cerrado Mineiro, com uma Denominação de Origem reconhecida pelo seu caráter inovador. Ricardo Bartholo, membro do Conselho de Administração e produtor da cooperativa, destaca: “O mundo anseia por novas práticas e inovações. A nossa missão é liderar esta vanguarda, com uma cultura baseada na tecnologia, regeneração e equidade”. Bartholo acrescenta: “Acredito que, nos próximos 15 anos, a região do Cerrado Mineiro estará transformada, com crescimento de dois dígitos na produção de cafés regenerativos”.

Patrocinadores

:

A Expocacer – Cooperativa dos Cafeicultores do Cerrado, comemora 30 anos e anuncia sua nova marca voltada para a ampliação de sua atuação no mercado de cafés sustentáveis e especiais, devido à crescente demanda global por esse tipo de produto. Reconhecida pelo seu pioneirismo na produção de cafés de alta qualidade, a cooperativa prevê um crescimento anual de dois dígitos nesse segmento, buscando tornar seus produtores os mais inovadores e sustentáveis do mundo do café.

A cooperativa busca promover a sustentabilidade não apenas do meio ambiente, mas também de seu negócio, de suas famílias e da sociedade como um todo. Para isso, investe no desenvolvimento e compartilhamento de práticas sustentáveis entre seus associados, além de programas de educação e formação. Fernando Beloni, presidente da Expocacer, destaca a importância de serem protagonistas na cafeicultura regenerativa e orgânica, originando novas práticas agrícolas e compartilhando suas inovações para a sustentabilidade ambiental e social da região.

A nova identidade da Expocacer busca inspirar e promover uma cultura cafeeira vanguardista, focada no impacto. Simão Pedro de Lima, Diretor Geral da cooperativa, destaca a importância de uma cafeicultura ambientalmente inteligente, impulsionada pela demanda crescente por café de qualidade e com propósito. A Expocacer está firmemente comprometida em levar os produtores de café da região para a vanguarda mundial da inovação e sustentabilidade, fortalecendo sua reputação como entidade visionária e transparente.

Patrocinadores

Durante o evento de comemoração do 30º aniversário, foi assinado um Protocolo de Intenções entre a Expocacer e o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA/MG). Esse documento reforça o compromisso da cooperativa em cooperar com a cultura cafeeira do estado, promovendo o fortalecimento da gastronomia mineira e contribuindo para elevar o café mineiro à categoria de Patrimônio Cultural de Minas Gerais e do Brasil.

A renovação da identidade visual da Expocacer reflete uma transformação cultural interna. A cooperativa busca inspirar mudanças e ampliar progressivamente o valor em cada decisão, gerando impacto positivo e firmando seu compromisso com o futuro da cafeicultura. A marca passou por uma simplificação para melhorar sua legibilidade e sonoridade no mercado e no meio digital, mantendo sua essência e conexão com a cafeicultura no Cerrado Mineiro.

A Expocacer desempenha um papel vital na governança da região do Cerrado Mineiro, com uma Denominação de Origem reconhecida por seu caráter inovador. A cooperativa acredita que nos próximos 15 anos a região estará transformada, com um crescimento significativo na produção de cafés regenerativos. Liderando a vanguarda da inovação e sustentabilidade, a Expocacer busca oferecer uma cultura baseada em tecnologia, regeneração e equidade.

Conclusão:
A Expocacer comemora seus 30 anos de atuação no mercado de cafés de alta qualidade e anuncia sua nova marca, focada na ampliação do mercado de cafés sustentáveis e especiais. A cooperativa busca tornar seus produtores os mais inovadores e sustentáveis do mundo do café, investindo em práticas sustentáveis, educação e formação. Além disso, a Expocacer assina um Protocolo de Intenções com o IEPHA/MG, reforçando seu compromisso com a cultura cafeeira de Minas Gerais. Com uma visão orientada para o futuro, a Expocacer busca liderar a vanguarda da inovação e sustentabilidade, transformando a região do Cerrado Mineiro e elevando o café mineiro ao status de Patrimônio Cultural.

Patrocinadores

Perguntas:
1. Quais são as principais ações da Expocacer para promover a sustentabilidade ambiental e social?
2. Como a nova identidade da Expocacer busca inspirar uma cultura cafeeira de vanguarda?
3. Qual é o objetivo da cooperativa ao assinar o Protocolo de Intenções com o IEPHA/MG?
4. Como a Expocacer pretende liderar a vanguarda da inovação e sustentabilidade?
5. Quais são as expectativas de crescimento da produção de cafés regenerativos na região do Cerrado Mineiro nos próximos 15 anos?
Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão?

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Gostou das nossas dicas? Possui alguma outra que gostaria de compartilhar com a gente?
Escreva para nós nos comentários!

Verifique a Fonte Aqui

Patrocinadores
Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here