O impacto do período de defeso de camarões marinhos

A preservação do meio ambiente é uma questão fundamental nos dias atuais, e o período de defeso de camarões marinhos é uma medida crucial para garantir a sustentabilidade dessas espécies. Neste artigo, vamos analisar o impacto desse período de defeso nos estados do Rio de Janeiro, de São Paulo, do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, e entender a importância dessa medida para a manutenção da cadeia produtiva do setor pesqueiro.

A importância da preservação das espécies de camarões

O período de defeso é uma estratégia adotada para proteger as espécies de camarões durante seu período de reprodução, garantindo que elas possam se perpetuar e que a atividade pesqueira não comprometa a sua sobrevivência. Neste artigo, vamos explorar a relevância dessa medida e o impacto positivo que ela traz para o ecossistema marinho.

Medidas e exceções durante o período de defeso

Além disso, vamos abordar as medidas específicas adotadas durante o período de defeso, como a proibição ou controle da caça, coleta e pesca esportivas e comerciais, e as exceções, como a permissão para pescadores que atuam na modalidade de arrasto com tração motorizada. Ao compreender essas medidas, teremos uma visão mais ampla dos impactos e das estratégias de preservação dessas espécies.

Consequências do descumprimento do período de defeso

Também é crucial entender as penalidades previstas para o descumprimento do período de defeso, ressaltando a importância do cumprimento das normas estabelecidas para a preservação das espécies de camarões. Ao discutir esse aspecto, podemos conscientizar sobre a seriedade dessa questão e incentivar o respeito ao período de defeso.

Patrocinadores

O processo de declaração de estoque de camarões

Por fim, vamos explorar o processo de declaração de estoque de camarões, detalhando os procedimentos necessários para os pescadores que têm permissão para continuar suas atividades durante esse período. Compreender esse processo é fundamental para garantir a transparência e a legalidade das atividades pesqueiras.

Portanto, neste artigo, mergulharemos nas complexidades do período de defeso de camarões marinhos, abordando as medidas adotadas, as exceções, as consequências do descumprimento e os processos de declaração de estoque. Ao final, esperamos que os leitores tenham uma compreensão mais ampla da importância desse período e de seu impacto na preservação das espécies de camarões marinhos.

———————————————————————————————-

Período de defeso de camarão

O período de defeso de camarões marinhos iniciou neste domingo (28/01) nos estados do Rio de Janeiro, de São Paulo, do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, no qual deve se entender até o dia 30 de abril.

Patrocinadores

Conforme a medida do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), o período de defeso de camarões são das espécie sete-barbas, rosa, branco, santana ou vermelho e barba-ruça.

CamarãoCamarão
Alguns pescadores estão liberados para para continuar a pesca. Foto: Envato

O período de defeso é estabelecido conforme a época de reprodução de cada espécie e nessa época, ficam vetadas ou controladas a caça, coleta e pesca esportivas e comerciais.

O objetivo da medida é preservar e garantir a sustentabilidade dessas espécies e a manutenção da cadeia produtiva do setor pesqueiro. Já no caso dos camarões, as espécies destacadas no período do defeso são do Mar Territorial (faixa marítima de largura igual a  milhas marítimas) e também na Zona Econômica Exclusiva (ZEE), correspondente a uma faixa do Oceano Atlântico, para além do litoral brasileiro e que pertence à soberania territorial do país.

No Espírito Santo, o defeso dessas mesmas espécies de camarões iniciou em 1° de dezembro e deve permanecer até o dia 28 de fevereiro. Em casos de descumprimento do período de defeso, podem ocorrer as penalidades previstas na legislação brasileira, como a suspensão de permissões de pesca e entre outras sanções.

Patrocinadores

Em quesito de exceções, somente os pescadores que atuam na modalidade de arrasto com tração motorizada e estão envolvidos na captura, no armazenamento, transporte, processamento e na comercialização dessas espécies têm permissão para continuar suas atividades durante o período de defeso, desde que seja fornecido a Declaração de Estoque de Camarões até o quinto dia útil após o início do defeso.

O formulário deve ser preenchido no site do Ministério da Agricultura e Pecuária. 

————————————————————————————————–

Importância da Preservação do Período de Defeso de Camarão

A preservação das espécies de camarão durante o período de defeso é crucial para garantir a sustentabilidade desses animais e a continuidade da cadeia produtiva do setor pesqueiro. Além disso, a medida contribui para manter o equilíbrio ecológico dessas regiões, promovendo a reprodução das espécies e evitando a escassez de camarões no futuro.

Patrocinadores

Penalidades por Descumprimento

O descumprimento do período de defeso pode resultar em penalidades previstas na legislação brasileira, incluindo a suspensão de permissões de pesca e outras sanções. Portanto, é fundamental que os pescadores sigam as normas estabelecidas, garantindo a conservação e o aproveitamento sustentável dessas espécies.

Exceções e Regulamentações

Embora o período de defeso imponha restrições à pesca e à comercialização de camarões, algumas exceções, como a modalidade de arrasto com tração motorizada, permitem que certos pescadores continuem suas atividades. No entanto, é importante que sigam as regulamentações estabelecidas e obtenham as devidas permissões para garantir a preservação das espécies durante esse período.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Período de defeso de camarão: O que você precisa saber?

Este artigo aborda o início do período de defeso de camarões marinhos nos estados do Rio de Janeiro, de São Paulo, do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Além disso, explicamos as espécies de camarão afetadas, a razão do período de defeso e as exceções para os pescadores.

Patrocinadores

Por que o período de defeso de camarão é importante?

O período de defeso é estabelecido durante a época de reprodução das espécies de camarão, e visa preservar e garantir a sustentabilidade dessas espécies e a manutenção da cadeia produtiva do setor pesqueiro. Durante o período, ficam vetadas ou controladas a caça, coleta e pesca esportivas e comerciais.

Quais são as espécies de camarão afetadas pelo período de defeso?

As espécies afetadas pelo período de defeso são as espécie sete-barbas, rosa, branco, santana ou vermelho e barba-ruça.

Quais são as penalidades para o descumprimento do período de defeso?

Em casos de descumprimento do período de defeso, podem ocorrer as penalidades previstas na legislação brasileira, como a suspensão de permissões de pesca e entre outras sanções.

Quais são as exceções para os pescadores durante o período de defeso?

Somente os pescadores que atuam na modalidade de arrasto com tração motorizada e estão envolvidos na captura, no armazenamento, transporte, processamento e na comercialização dessas espécies têm permissão para continuar suas atividades durante o período de defeso, desde que seja fornecida a Declaração de Estoque de Camarões até o quinto dia útil após o início do defeso.

Patrocinadores

Onde posso obter mais informações sobre o período de defeso e a Declaração de Estoque de Camarões?

Você pode obter mais informações e acessar o formulário da Declaração de Estoque de Camarões no site do Ministério da Agricultura e Pecuária: site do Ministério da Agricultura e Pecuária.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

O período de defeso de camarões marinhos iniciou neste domingo (28/01) nos estados do Rio de Janeiro, de São Paulo, do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, no qual deve se entender até o dia 30 de abril.

Conforme a medida do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), o período de defeso de camarões são das espécie sete-barbas, rosa, branco, santana ou vermelho e barba-ruça.

Patrocinadores

Período de defeso de camarão

CamarãoCamarão
Alguns pescadores estão liberados para para continuar a pesca. Foto: Envato

O período de defeso é estabelecido conforme a época de reprodução de cada espécie e nessa época, ficam vetadas ou controladas a caça, coleta e pesca esportivas e comerciais.

O objetivo da medida é preservar e garantir a sustentabilidade dessas espécies e a manutenção da cadeia produtiva do setor pesqueiro. Já no caso dos camarões, as espécies destacadas no período do defeso são do Mar Territorial (faixa marítima de largura igual a  milhas marítimas) e também na Zona Econômica Exclusiva (ZEE), correspondente a uma faixa do Oceano Atlântico, para além do litoral brasileiro e que pertence à soberania territorial do país.

No Espírito Santo, o defeso dessas mesmas espécies de camarões iniciou em 1° de dezembro e deve permanecer até o dia 28 de fevereiro. Em casos de descumprimento do período de defeso, podem ocorrer as penalidades previstas na legislação brasileira, como a suspensão de permissões de pesca e entre outras sanções.

Em quesito de exceções, somente os pescadores que atuam na modalidade de arrasto com tração motorizada e estão envolvidos na captura, no armazenamento, transporte, processamento e na comercialização dessas espécies têm permissão para continuar suas atividades durante o período de defeso, desde que seja fornecido a Declaração de Estoque de Camarões até o quinto dia útil após o início do defeso.

O formulário deve ser preenchido no site do Ministério da Agricultura e Pecuária. 

Verifique a Fonte Aqui

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here