O ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), Paulo Teixeira, confirmou que o governo federal vai propor medidas de apoio à cadeia leiteira. O objetivo é enfrentar o aumento da entrada de lácteos no Brasil por meio da importação de alimentos, situação que ameaça a produção nacional.

Em entrevista ao programa Agro Manhã, do Canal Terraviva, na última sexta-feira (14), Teixeira expressou preocupação com o aumento significativo da importação de leite no Brasil, que comprime o preço do leite dos produtores nacionais.

Ele destacou que parte desse leite vem do Mercosul e enfatizou a necessidade de reduzir a importação para evitar prejuízos aos produtores locais.

Para tratar dessa questão, o MDA já apresentou proposta de ações de curto, médio e longo prazo em carta enviada à Câmara de Comércio Exterior (Camex). Essa proposta será discutida em reunião do órgão na terça-feira (18).

Patrocinadores

Uma das ações propostas é a instauração de processo antidumping pela União para apurar a possibilidade de concorrência desleal ou triangulação no comércio de leite. Além disso, o MDA pretende incentivar o processo de contratação de compras públicas de produtos lácteos e derivados.

Essas medidas serão complementadas por um programa federal de longo prazo, em parceria com instituições como a Embrapa, que visa aumentar a produtividade do setor lácteo brasileiro.

Na entrevista, Teixeira disse ter determinado a criação de um grupo de trabalho no ministério para melhorar a produtividade da cadeia do leite.

Este grupo terá a participação da Embrapa, universidades, associações, sindicatos e especialistas do setor para adotar políticas que aumentem a produção de leite no Brasil.

Patrocinadores

Desde o início deste ano, o Sindicato da Indústria de Lácteos do Rio Grande do Sul (Sindilat) defende a implementação de políticas públicas que protejam a indústria de lácteos contra os incentivos concedidos ao setor, principalmente no Mercosul por países como Uruguai e Argentina .

“Essa sinalização do ministro Teixeira chega em um momento importante para frear a escalada da entrada estrangeira e promover a preservação da produção nacional na cadeia produtiva do leite”, destaca Darlan Palharini, secretário-executivo do Sindicato.

entrevista pode ser vista aqui.

Jornal do campo
**Título: Governo federal propõe medidas para enfrentar aumento da importação de lácteos no Brasil**

Patrocinadores

**Introdução**

O ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), Paulo Teixeira, confirmou que o governo federal vai propor medidas de apoio à cadeia leiteira. A preocupação é o aumento da entrada de lácteos no Brasil por meio da importação de alimentos, o que ameaça a produção nacional e comprime o preço do leite dos produtores locais. O MDA já apresentou proposta de ações de curto, médio e longo prazo para tratar dessa questão e buscar soluções para evitar prejuízos aos produtores.

**Medidas propostas para enfrentar o aumento da importação de lácteos**

O MDA propôs a instauração de um processo antidumping pela União para investigar a possibilidade de concorrência desleal ou triangulação no comércio de leite. Essa medida tem como objetivo coibir práticas que prejudicam a produção nacional. Além disso, o ministério pretende incentivar a contratação de compras públicas de produtos lácteos e derivados, visando fortalecer o mercado interno e valorizar os produtores locais.

Patrocinadores

**Programa de longo prazo para aumentar a produtividade do setor lácteo brasileiro**

O MDA também planeja implementar um programa federal de longo prazo, em parceria com instituições como a Embrapa, que busca aumentar a produtividade do setor lácteo brasileiro. Com a participação de especialistas e o apoio de universidades, associações e sindicatos, o objetivo é adotar políticas que impulsionem a produção de leite no país e tornem o setor mais competitivo.

**Conclusão**

O governo federal, por meio do MDA, reconhece a importância de enfrentar o aumento da importação de lácteos no Brasil e proteger a produção local. As medidas propostas, como o processo antidumping e o estímulo às compras públicas, são passos importantes nesse sentido. Além disso, o programa de longo prazo em parceria com a Embrapa e outras instituições busca impulsionar a produtividade do setor lácteo brasileiro. Essas ações demonstram o compromisso do governo em garantir a preservação e o crescimento da produção nacional de lácteos.

Patrocinadores

**Perguntas e respostas frequentes**

1. Qual é o objetivo das medidas propostas pelo governo em relação à importação de lácteos?
– O objetivo é enfrentar o aumento da entrada de lácteos no Brasil por meio da importação de alimentos, ameaçando a produção nacional e comprimindo o preço do leite dos produtores locais.

2. O que é o processo antidumping proposto pelo MDA?
– O processo antidumping é uma medida proposta pelo MDA para investigar a possibilidade de concorrência desleal ou triangulação no comércio de leite, coibindo práticas que prejudicam a produção nacional.

3. Como o governo pretende fortalecer o mercado interno de lácteos?
– O governo pretende estimular a contratação de compras públicas de produtos lácteos e derivados, valorizando os produtores locais e fortalecendo o mercado interno.

Patrocinadores

4. Quais instituições estão envolvidas no programa de longo prazo para aumentar a produtividade do setor lácteo?
– O programa de longo prazo conta com a parceria de instituições como a Embrapa, universidades, associações e sindicatos, visando adotar políticas que impulsionem a produção de leite no Brasil.

5. Qual é a importância dessas medidas para a cadeia produtiva do leite no Brasil?
– As medidas propostas pelo governo são importantes para garantir a preservação e o crescimento da produção nacional de lácteos, protegendo os produtores locais e tornando o setor mais competitivo.

Fonte: Destaque Rural
**Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo**

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here