Pular para o conteúdo

Começa hoje (01/12) a 64ª NFR

A ProRodeo, empresa que organiza e promove o campeonato mundial do rodeio completo da PRCA – Professional Rodeo Cowboys Association, está com tudo pronto para a realização 64ª NFR – National Finals Rodeo. A maior competição da temporada acontece de 1° a 10 de dezembro, no Thomas & Mack Center, em Las Vegas, Nevada, Estados Unidos.

A edição de 2022 do campeonato mundial da PRCA detém inúmeros recordes, incluindo o de maior premiação de todos os tempos da NFR. Serão US$ 14,1 milhões, divididos em: US$ 9,7 milhões em prêmios nas dez rodadas e média final para todas as modalidades, US$ 1,2 milhões pagos aos competidores classificados, uma espécie de cachê, e US$ 3,2 milhões para os tropeiros.

Além do que cada competidor ganha na temporada regular (outubro a setembro), os classificados para a NFR têm a chance de somar ainda mais, a depender de suas performances a cada rodada. Afinal, os títulos de campeões mundiais em Touro, Bareback, Saddle Bronc, Bulldog, Team Roping, Tie-Down Roping e Três Tambores são decididos após dez noites consecutivas.

NFR define os campeões mundiais em cada uma das modalidades do rodeio completo nos Estados Unidos

Premiação NFR 2022

A cada rodada, do primeiro ao sexto lugares, pela ordem do menor tempo ou maior nota, os competidores somam ganhos ao ranking. Ao final das dez noites, somados todos os tempos e todas as notas, há uma classificação final da NFR e são premiados novamente de primeiro a oitavo lugares.

Com base na bolsa atualizada em 2022, o campeão de cada round em cada modalidade embolsará US$ 28.914 e o campeão da média em cada modalidade receberá US$ 74.150. Assim, cada rodada pagará um total de US$ 93.270, enquanto o total final pela média (average) pagará US$ 279.811 por modalidade.

A PRCA, maior e mais antiga associação do rodeio mundial, reúne os 15 melhores competidores do ano de cada uma das sete modalidades tradicionais da entidade durante a NFR. De acordo com o Rodeio S.A., entre 2015 e 2020 o prêmio anual somava US$ 10 milhões. No ano passado, a PRCA elevou a quantia para US$ 13,3 milhões, aumentando agora pela segunda temporada consecutiva, o que é inédito.

NFR começa dia 1° com a maior premiação da história
Junior Nogueira, único brasileiro na NFR 2022, é um dos favoritos ao título mundial de Laço Pé.

Brasileiro Junior Nogueira em busca do bicampeonato

O título mundial de cada modalidade é definido por dinheiro, somando o que o competidor ganhou durante a temporada mais os prêmios dos dez dias de NFR. Junior Nogueira é o único brasileiro classificado. Ele busca o bicampeonato mundial no Laço Pé e chega a Las Vegas com uma boa margem em relação ao segundo colocado.

O laçador, ídolo mundial, soma US$ 227.877,85, um recorde para o Laço Pé e para a carreira dele. Enquanto Jake Long entra na batalha com US$ 130.331,68. Aliás, Juninho e seu parceiro, o cabeceiro Kaleb Driggers, atuais campeões mundiais da PRCA, fizeram a melhor temporada de uma dupla em toda a história da PRCA.

“Nós sempre temos como meta superar nossas marcas, mas não é algo que é o foco. Procuramos, apenas, fazer nosso trabalho da melhor forma”, afirma Juninho à ProRodeo News. O laçador brasileiro, inclusive, por todo o sucesso da temporada, ultrapassou os US$ 2 milhões em ganhos na PRCA. Não há dúvidas da nossa torcida e o grito de bicampeão prontinho para extravasar no próximo dia 10.

Acompanhe: aqui no Portal Cavalus | ou site oficial da NFR clicando aqui.

Por Luciana Omena • Redação Cavalus
Crédito das fotos: Divulgação PRCA/NFR

Mais notícias de Internacional no portal Cavalus



Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Patrocinadores