Contratos futuros de trigo e milho sobem em Chicago, enquanto soja atinge mínima de quatro anos

Neste artigo, vamos analisar os movimentos dos contratos futuros de trigo, milho e soja em Chicago, destacando as razões por trás das altas e baixas registradas no mercado de commodities agrícolas. Com as safras do hemisfério norte em destaque, as expectativas de grande oferta estão impactando o cenário. Vamos explorar como as condições climáticas, avaliações da safra e demanda afetam os preços desses produtos no mercado de futuros.

Impacto das chuvas do furacão Beryl e boas avaliações da safra

As chuvas do furacão Beryl estão trazendo umidade para o Meio-Oeste dos EUA, beneficiando as produções agrícolas. Enquanto isso, as avaliações positivas da safra de milho e soja nos EUA estão exercendo pressão de baixa nos preços, refletindo na movimentação dos futuros desses produtos. O milho teve uma recuperação técnica após atingir uma mínima de quatro anos, enquanto a soja enfrenta desafios como a falta de demanda, margens de esmagamento fracas e excesso de oferta global.

Previsões e cenário global do mercado de grãos

Neste cenário, os contratos futuros de trigo estão sendo impactados por fortes vendas para exportação, preocupações com a safra europeia e a possibilidade das chuvas do furacão Beryl afetarem a colheita nos EUA. Enquanto isso, a Rússia se destaca como principal exportador de trigo, impactando as perspectivas globais de oferta. A análise detalhada desses fatores é essencial para compreender o atual cenário e perspectivas futuras do mercado de commodities agrícolas.

Além disso, confira abaixo esses posts:

Patrocinadores

MEGA SORGO SANTA ELISA

Pragas de Milho e Sorgo: Descubra as Ameaças Ocultas para Sua Colheita

06 Dicas Essenciais para Plantar Sorgo com Sucesso

Silagem de Sorgo

Patrocinadores

Análise do Mercado de Commodities

Recuperação do Milho e Queda da Soja

Após uma queda acentuada na segunda-feira, os contratos futuros do trigo e do milho em Chicago apresentaram uma recuperação nesta terça-feira. A alta de 0,75 centavo do milho, que chegou perto da mínima de quatro anos, foi impulsionada por uma recuperação técnica. Enquanto isso, os futuros da soja continuaram enfrentando desafios, atingindo uma mínima de quatro anos devido à falta de demanda, margens de esmagamento fracas e excesso de oferta global.

Cenário dos Futuros do Trigo

Benefícios da Exportação e Preocupações com a Safra

Os futuros do trigo na CBOT fecharam em alta de 1,50 centavo, atingindo 5,72 dólares por bushel. Essa alta foi impulsionada por fortes vendas para exportação, preocupações com a produtividade da safra de trigo na Europa e o potencial impacto das chuvas do furacão Beryl na colheita de trigo nos EUA. Apesar desses fatores positivos, a Rússia também se destacou com a melhora das condições do trigo, o que desviou a atenção das preocupações com a safra na França.

Condições de Mercado em Destaque

Perspectivas e Tendências de Commodities

A análise do mercado de commodities reflete a volatilidade e os impactos das condições climáticas nas safras de trigo, milho e soja. Enquanto o milho busca se recuperar de uma queda acentuada, a soja enfrenta desafios significativos devido à falta de demanda e excesso de oferta. No caso do trigo, as vendas para exportação e as preocupações com a produtividade da safra europeia sustentam os preços, embora a situação na Rússia também influencie o mercado de forma significativa. Esses fatores essenciais moldam o cenário atual e futuro das commodities, impactando os investidores e produtores do setor.

Além disso, confira abaixo esses posts:

Patrocinadores

Preço do Bezerro Nelore e Mestiço Atualizado

Preço da vaca Nelore e Mestiça Atualizado

Preço do Milho Atualizado

Preço da Soja Atualizado

Patrocinadores

Conclusão

Em um cenário marcado por pressões de oferta e demanda, os contratos futuros do trigo e do milho em Chicago apresentaram recuperações após quedas expressivas, enquanto a soja enfrentou desafios semelhantes. Apesar das incertezas e do excesso de oferta global, as oscilações de preços continuam sendo influenciadas por fatores diversos, como boas avaliações da safra dos EUA e preocupações com a produtividade da safra de trigo na Europa.

A recuperação do milho e do trigo é um reflexo da volatilidade que marca o mercado de commodities agrícolas, com as condições climáticas e a oferta mundial exercendo pressões constantes. A expectativa é que os preços continuem sendo influenciados por esses fatores no curto e médio prazo, exigindo dos traders e analistas uma constante adaptação e análise do cenário.

Diante desse cenário, é fundamental acompanhar de perto as tendências do mercado, as previsões climáticas e as informações sobre as safras ao redor do mundo. A análise criteriosa desses elementos pode fornecer insights valiosos para investidores e produtores, auxiliando na tomada de decisões estratégicas em um ambiente tão dinâmico como o mercado de commodities agrícolas.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Patrocinadores

Análise: Contratos Futuros de Trigo e Milho sobem em Chicago

Os contratos futuros do trigo e do milho em Chicago tiveram alta após quedas acentuadas, enquanto os futuros da soja atingiram uma mínima de quase quatro anos. As expectativas de grande oferta das safras do hemisfério norte impactaram o mercado. Saiba mais sobre esse cenário:

FAQs sobre Contratos Futuros de Trigo e Milho em Chicago

1. Por que os contratos futuros de trigo e milho subiram em Chicago?

Os contratos futuros de trigo e milho em Chicago subiram devido a uma recuperação técnica após quedas acentuadas, embora os preços continuem pressionados por grandes safras e expectativas de oferta.

2. Há previsão de novas oscilações nos preços?

Sim, os preços podem continuar oscilando conforme o mercado reage às notícias sobre a safra de trigo e milho, bem como às condições climáticas e de demanda.

3. Por que os futuros da soja atingiram uma mínima de quatro anos?

Os futuros da soja enfrentam desafios devido à falta de demanda, margens de esmagamento fracas e excesso de oferta global, o que levou a preços baixos.

Patrocinadores

4. Quais fatores influenciaram a alta dos contratos futuros de trigo?

A alta dos contratos futuros de trigo foi impulsionada por fortes vendas para exportação, preocupações com a safra de trigo europeia e o impacto das chuvas do furacão Beryl na colheita nos EUA.

5. Existe alguma perspectiva de melhora nas condições de mercado?

Embora haja desafios, melhorias nas condições do trigo na Rússia e a expectativa de uma redução na safra de trigo francesa podem impactar positivamente o mercado a médio prazo.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Verifique a Fonte Aqui

Patrocinadores

Os contratos futuros do trigo e do milho em Chicago subiram nesta terça-feira (9), depois de quedas acentuadas na segunda-feira (8), enquanto os futuros mais ativos da soja fecharam em uma mínima de quase quatro anos, conforme as expectativas de grande oferta das safras do hemisfério norte pairavam sobre o mercado.

As chuvas do furacão Beryl devem fornecer umidade e beneficiar todo o Meio-Oeste dos EUA, enquanto as boas avaliações da safra de milho e soja dos EUA continuaram a exercer pressão de baixa sobre os futuros desses produtos, disseram os traders.

Apesar disso, o milho na bolsa de Chicago CBOT terminou em alta de 0,75 centavo, a 4,0850 dólares o bushel, em uma recuperação técnica, depois de se aproximar de uma mínima de quatro anos na segunda-feira.

Continua depois da publicidade

Conheça o Método Warren Buffet de avaliar empresas e saiba como interpretar os indicadores para fazer as melhores escolhas 

“Ontem exageramos”, disse Jack Scoville, analista do Price Futures Group. “O milho ficou tão barato quanto poderia ficar”.

Embora os preços do milho tenham se recuperado, os futuros da soja continuam enfrentando desafios devido à falta de demanda, margens de esmagamento fracas e excesso de oferta global, disseram os traders.

Continua depois da publicidade

A soja CBOT caiu 19,50 centavos, a 10,80 dólares por bushel, atingindo seu ponto mais baixo desde 3 de novembro de 2020. Os futuros da soja de agosto atingiram uma mínima histórica do contrato, em 11,3125 dólares por bushel.

O contrato de trigo mais ativo na CBOT fechou em alta de 1,50 centavo, a 5,72 dólares o bushel.

Os futuros do trigo se beneficiaram das fortes vendas para exportação, das preocupações persistentes com a produtividade da safra de trigo europeia e das preocupações de que as chuvas causadas pelo furacão Beryl possam retardar a colheita de trigo nas planícies dos EUA.

Continua depois da publicidade

No entanto, a pressão sobre a oferta também veio da melhora das condições do trigo no principal exportador, a Rússia, desviando a atenção das perspectivas afetadas pelas chuvas na França, onde o Ministério da Fazenda disse na terça-feira que espera que a principal safra de trigo diminua 15% em relação ao ano passado.

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here