Você está cansado de perder dinheiro com a produção de milho para silagem? Quer aumentar o rendimento e a qualidade da sua silagem, mas não sabe por onde começar?

É comum encontrar produtores que enfrentam desafios na produção de milho para silagem, resultando em perdas significativas de nutrientes e redução da qualidade do alimento para o rebanho.

Neste artigo, vamos desvendar os 7 erros mais comuns que sabotam a produção de milho para silagem e como evitá-los para maximizar seus resultados.

Prepare-se para descobrir as melhores práticas e estratégias para alcançar uma silagem de alta qualidade e garantir o sucesso do seu negócio!

Patrocinadores

Além disso, confira abaixo esses posts:

MEGA SORGO SANTA ELISA

Pragas de Milho e Sorgo: Descubra as Ameaças Ocultas para Sua Colheita

06 Dicas Essenciais para Plantar Sorgo com Sucesso

Patrocinadores

Silagem de Sorgo

O Segredo da Silagem de Alta Qualidade: Um Guia Completo

Imagine a seguinte cena: você, um produtor rural, dedicando horas a fio para garantir a melhor qualidade na silagem de milho, mas, mesmo com todo esforço, os resultados não são os que você espera. A silagem não está fermentando adequadamente, o aroma está estranho, e a perda de nutrientes é visível. Você se sente frustrado, pensando: “O que estou fazendo de errado? Por que não consigo alcançar a qualidade que desejo?”.

Se essa situação te soa familiar, saiba que você não está sozinho. Muitos produtores enfrentam desafios na produção de silagem de milho, e muitas vezes esses problemas estão relacionados a erros comuns que podem ser facilmente evitados. Neste artigo, vamos desvendar os 7 erros mais frequentes que sabotam a produção de milho para silagem, te dando insights e soluções para garantir um produto de alta qualidade e maximizar o potencial da sua silagem.

Prepare-se para uma jornada de conhecimento e descubra como alcançar o sucesso na produção de silagem, garantindo um alimento rico em nutrientes e de alta palatabilidade para o seu rebanho.

Patrocinadores

1. Erro: Colheita na Hora Errada: A colheita do milho para silagem no momento ideal é fundamental para garantir a qualidade nutricional e a fermentação adequada. Uma colheita precoce pode resultar em menor digestibilidade, enquanto a colheita tardia pode levar à perda de nutrientes e à deterioração da silagem.

2. Erro: Umidade Incorreta: A umidade do milho na colheita é um fator crítico para a fermentação. Uma umidade muito alta pode resultar em fermentação anaeróbica inadequada e formação de ácido butírico, prejudicando a qualidade da silagem. Por outro lado, uma umidade muito baixa pode dificultar a compactação e levar à perda de nutrientes.

3. Erro: Compactação Deficiente: A compactação adequada é essencial para eliminar o ar da silagem e promover a fermentação desejada. Uma compactação inadequada pode resultar em fermentação aeróbica, levando à perda de nutrientes e ao desenvolvimento de fungos e bolores.

4. Erro: Armazenamento Inadequado: O armazenamento inadequado da silagem pode resultar em perdas de nutrientes, deterioração e contaminação. É essencial garantir que a silagem esteja armazenada em um ambiente seco e ventilado, evitando a entrada de água e outros elementos que possam comprometer a sua qualidade.

Patrocinadores

5. Erro: Falta de Aditivos: A utilização de aditivos como inoculantes e conservantes pode melhorar a fermentação da silagem, minimizar a perda de nutrientes e aumentar a palatabilidade. A escolha do aditivo ideal dependerá do tipo de silagem e dos objetivos do produtor.

6. Erro: Ausência de Monitoramento: O monitoramento regular da temperatura, da umidade e do pH da silagem é essencial para identificar possíveis problemas e tomar medidas corretivas. É importante verificar a silagem regularmente, avaliando seu aspecto, odor e presença de fungos e bolores.

7. Erro: Falta de Conhecimento: A falta de conhecimento sobre as melhores práticas de produção de silagem de milho é um dos principais obstáculos para alcançar a qualidade desejada. É fundamental buscar informação, realizar cursos e workshops para se manter atualizado sobre as últimas técnicas e tecnologias.

Erros Comuns na Produção de Milho para Silagem: Evite Perdas Críticas

Erros Comuns na Produção de Milho para Silagem: Evite Perdas Críticas

Imagine você investindo tempo, dinheiro e dedicação na produção de milho para silagem, mas, no final das contas, a qualidade da silagem não atinge o potencial esperado. É frustrante, não é? O problema é que, na correria do dia a dia, alguns erros comuns podem passar despercebidos, comprometendo a qualidade da sua silagem e, consequentemente, o desempenho da sua criação.

Patrocinadores

7 Erros Que Estão Sabotando Sua Produção de Milho para Silagem

Neste artigo, vamos desvendar os 7 erros mais frequentes na produção de milho para silagem, que podem estar sabotando seus resultados e, mais importante, como evitá-los para garantir uma silagem de alta qualidade e um rebanho mais saudável e produtivo.

1. Escolha da Variedade: Uma Base Essencial para o Sucesso

A escolha da variedade de milho é crucial para o sucesso da silagem. Variedades com alto teor de amido e digestibilidade, além de adaptadas ao seu clima e solo, são fundamentais para maximizar a qualidade nutricional da silagem. Afinal, a silagem é a base da alimentação do seu rebanho, e a qualidade da silagem impacta diretamente o desempenho e a saúde dos animais.

Patrocinadores

2. Plantio em Época Inadequada: Um Risco a Ser Evitado

O plantio em época inadequada pode prejudicar o desenvolvimento da planta e comprometer a qualidade da silagem. O milho precisa de um período específico de crescimento para alcançar o ponto ideal de colheita. Fatores como temperatura, umidade e luminosidade influenciam diretamente no desenvolvimento da planta. Um plantio em época inadequada pode levar a um ciclo de crescimento incompleto, reduzindo o teor de matéria seca e a qualidade nutricional da silagem.

3. Densidade de Plantio Incorreta: Ajuste Fina para Alta Produtividade

A densidade de plantio ideal garante o melhor aproveitamento do espaço e dos recursos, otimizando a produção de biomassa e o teor de matéria seca. Uma densidade muito baixa pode resultar em plantas com maior altura, dificultando a colheita e a ensilagem. Por outro lado, uma densidade muito alta pode levar à competição por nutrientes e luz, comprometendo o desenvolvimento das plantas e a qualidade da silagem.

Patrocinadores

4. Manejo da Adubação: Nutrientes Essenciais para o Crescimento

O manejo da adubação é fundamental para garantir o fornecimento dos nutrientes essenciais ao desenvolvimento do milho. A falta de nutrientes como nitrogênio, fósforo e potássio pode afetar o crescimento, o teor de matéria seca e a qualidade nutricional da silagem. Uma adubação equilibrada e adequada às necessidades do milho é crucial para maximizar o potencial produtivo da planta.

5. Controle de Pragas e Doenças: Protegendo a Planta do Ataque

O controle de pragas e doenças é essencial para proteger a planta do milho e garantir sua saúde durante todo o ciclo de crescimento. Pragas e doenças podem causar danos significativos à planta, prejudicando o desenvolvimento e a produção de biomassa. O uso de práticas de manejo adequadas, como o controle biológico e o uso de defensivos agrícolas de forma responsável, contribuem para manter a saúde da planta e garantir uma boa qualidade da silagem.

6. Colheita no Ponto Ideal: A Chave para a Qualidade da Silagem

A colheita no ponto ideal de maturação é crucial para garantir a qualidade nutricional da silagem. A colheita precoce pode resultar em um baixo teor de matéria seca e amido, prejudicando a fermentação da silagem. Por outro lado, a colheita tardia pode levar a um aumento no teor de fibra e a uma redução na digestibilidade da silagem. O ponto ideal de colheita ocorre quando a planta atinge o estágio de maturidade ideal para a ensilagem, garantindo a melhor qualidade nutricional da silagem.

7. Ensilagem e Armazenamento: Preservando a Qualidade da Silagem

A ensilagem e o armazenamento da silagem são etapas cruciais para garantir a qualidade e a conservação do alimento. A compactação adequada da silagem no silo é essencial para evitar o desenvolvimento de fungos e bactérias que podem deteriorar a silagem. O uso de aditivos ensilagens, como inoculantes, também pode contribuir para a preservação da qualidade da silagem. Um armazenamento correto da silagem garante a manutenção de suas características nutricionais e a conservação de seu valor alimentar.

Conclusão:

A produção de milho para silagem exige atenção a cada etapa do processo, desde a escolha da variedade até o armazenamento. Eliminar os erros comuns que podem comprometer a qualidade da silagem é crucial para garantir a saúde e o bom desempenho do seu rebanho.

Lembre-se: É fundamental buscar orientação de profissionais especializados em agronegócio para garantir um manejo adequado da produção de milho para silagem. Invista em conhecimento e tecnologia para alcançar resultados excepcionais na sua produção.

Maximize o Potencial da Silagem: Dicas Essenciais para Sucesso

Imagine a frustração de investir tempo e recursos na produção de silagem, mas colher um resultado inferior ao esperado. É como ter um carro de corrida de última geração, mas com um tanque de combustível com vazamento. No final das contas, você não chega ao destino com a velocidade e performance que deseja.

A produção de milho para silagem exige atenção a detalhes cruciais, e erros comuns podem sabotar seus esforços, levando à perda de produtividade e qualidade. É como uma receita de bolo onde um ingrediente crucial está faltando ou está fora de medida. O resultado final não será tão saboroso e satisfatório quanto poderia ser.

Neste artigo, vamos desvendar 7 erros que podem estar prejudicando sua produção de milho para silagem, e como evitá-los para maximizar o potencial da sua silagem.

1. Escolha da Variedade Errada: A primeira etapa para o sucesso é a escolha da variedade de milho ideal para silagem. Cada variedade possui características específicas, como ciclo de crescimento, produtividade de matéria seca e digestibilidade.

2. Plantio Atrasado: O milho é uma planta de dias longos, com um ciclo de crescimento específico. Se o plantio for atrasado, a planta pode não ter tempo suficiente para atingir seu pleno potencial, resultando em menor produtividade.

3. Densidade de Plantio Inadequada: A densidade de plantio influencia diretamente a competição entre as plantas por recursos como água, nutrientes e luz solar. Uma densidade inadequada pode levar a plantas mais finas e com menor produtividade de matéria seca.

4. Manejo de Nutrientes Deficiente: O milho exige nutrientes específicos para um bom desenvolvimento, especialmente nitrogênio, fósforo e potássio. Uma deficiência de nutrientes pode prejudicar o crescimento da planta e reduzir a produtividade.

5. Controle de Pragas e Doenças Ineficaz: Pragas e doenças podem causar danos significativos à planta de milho, comprometendo a produtividade.

6. Colheita no Ponto Inadequado: A colheita no ponto de maturidade ideal é crucial para garantir a máxima digestibilidade e valor nutricional da silagem.

7. Armazenamento Inadequado: A silagem deve ser armazenada em condições adequadas para evitar perdas por fermentação e deterioração. Um armazenamento inadequado pode resultar em silagem de baixa qualidade.

Evitar esses erros é fundamental para garantir uma produção de silagem de alta qualidade e produtividade máxima.

Lembre-se:

A silagem é um alimento fundamental para o sucesso da sua pecuária. Investir na produção de silagem de qualidade é investir no futuro do seu negócio.

Tecnologia e Inovação na Produção de Milho para Silagem

Tecnologia e Inovação na Produção de Milho para Silagem

Imagine você, no meio da colheita, observando seus campos de milho. A promessa de uma safra abundante, a silagem perfeita para alimentar seu rebanho… Mas, de repente, um tremor de apreensão percorre seu corpo. As plantas estão com uma aparência estranha, o rendimento não está à altura das expectativas e a qualidade da silagem deixa a desejar. A sensação de frustração toma conta, e você se questiona: “O que estou fazendo de errado? Por que meu milho para silagem não está rendendo como deveria?”.

Se você já passou por essa situação, saiba que não está sozinho. Muitos produtores enfrentam desafios na produção de milho para silagem, e erros comuns podem estar sabotando seus resultados. Mas, calma! É possível reverter essa situação e ter uma produção de milho para silagem de alta qualidade, com resultados que superam suas expectativas.

Neste artigo, vamos desvendar os 7 erros mais comuns que prejudicam a produção de milho para silagem e te mostrar como evitá-los, garantindo uma safra abundante e de alta qualidade. Prepare-se para descobrir como aumentar o rendimento, melhorar a qualidade da silagem e otimizar seus custos de produção.

1. Falta de Planejamento: Um Passo Essencial para o Sucesso

A falta de planejamento é um dos principais erros que podem comprometer sua produção de milho para silagem. É como tentar construir uma casa sem um projeto: as chances de falhas e desperdícios são altíssimas.

Planejar a produção de milho para silagem significa definir desde o início a variedade mais adequada para sua região e tipo de solo, a época ideal de plantio, a densidade de plantas e a adubação correta.

2. Escolha da Variedade Errada: A Base do Sucesso

A escolha da variedade de milho é crucial para o sucesso da produção de silagem. Cada variedade possui características específicas que influenciam diretamente o rendimento, a qualidade nutricional e a adaptação às condições climáticas.

É preciso levar em consideração fatores como ciclo vegetativo, altura da planta, teor de matéria seca, digestibilidade e tolerância a doenças.

3. Manejo de Pragas e Doenças: Protegendo Sua Safra

As pragas e doenças podem causar grandes prejuízos à produção de milho para silagem, reduzindo o rendimento e a qualidade da silagem.

É fundamental ter um programa de controle integrado de pragas e doenças, com monitoramento constante da plantação e aplicação de medidas preventivas e curativas, quando necessário.

4. Adubação Desequilibrada: Nutrientes Essenciais para o Crescimento

A adubação correta é essencial para o bom desenvolvimento do milho e para a obtenção de uma silagem de alta qualidade. É preciso fornecer os nutrientes que a planta precisa em cada fase do seu ciclo de vida.

Uma análise de solo é fundamental para determinar as necessidades nutricionais do seu plantio.

5. Irrigação Incorreta: A Água que Sustenta a Produção

A água é fundamental para o crescimento e desenvolvimento do milho. No entanto, o excesso ou a falta de água podem prejudicar a produção.

É importante ter um sistema de irrigação eficiente, que garanta a umidade ideal do solo durante todo o ciclo da planta.

6. Colheita e Ensailagem Inadequadas: Preservando a Qualidade

A colheita e a ensilagem são etapas cruciais para a produção de uma silagem de alta qualidade.

O milho deve ser colhido no ponto de maturação ideal, com um teor de matéria seca adequado para a ensilagem.

A ensilagem deve ser realizada de forma rápida e eficiente, evitando o contato com o ar e garantindo a compactação adequada da silagem.

7. Armazenamento inadequado: Protegendo a Silagem do Deterioramento

O armazenamento adequado é fundamental para preservar a qualidade da silagem.

A silagem deve ser armazenada em silos ou bunkers bem selados, evitando a entrada de ar e a contaminação por micro-organismos.

A temperatura e a umidade do ambiente de armazenamento também devem ser controladas para garantir a qualidade da silagem.

O Segredo da Silagem de Alta Qualidade: Um Guia Completo

A silagem é um alimento fundamental para o gado, fornecendo nutrientes essenciais para o crescimento e a produção. No entanto, a qualidade da silagem pode variar significativamente, impactando diretamente o desempenho do rebanho. Para garantir uma silagem de alta qualidade, é crucial dominar as melhores práticas de produção, desde o plantio do milho até o armazenamento da silagem.

Um dos principais fatores que influenciam a qualidade da silagem é a escolha da variedade de milho. A variedade ideal deve apresentar características como alto rendimento de matéria seca, boa digestibilidade e alto teor de nutrientes, como amido e proteína. É importante considerar o ciclo de crescimento da variedade, adaptando-o às condições climáticas da região.

A data de plantio do milho também é crucial. O plantio precoce permite que a planta tenha tempo suficiente para se desenvolver e atingir o estágio ideal de colheita. No entanto, o plantio tardio pode resultar em uma silagem de menor qualidade devido ao baixo teor de matéria seca. A densidade de plantio também é um fator importante, influenciando o desenvolvimento das plantas e a produtividade.

A nutrição do milho é fundamental para obter uma silagem de alta qualidade. O uso de fertilizantes nitrogenados, fosforados e potássicos é essencial para garantir o crescimento e o desenvolvimento adequados da planta. A aplicação de micronutrientes também pode ser necessária para corrigir deficiências no solo. É importante realizar análises de solo para determinar as necessidades nutricionais do milho.

A colheita do milho para silagem deve ser realizada no estágio ideal de maturação. O ponto ideal para a colheita é quando o grão atinge o estágio de leite-dente, caracterizado por um teor de umidade entre 65% e 70%. A colheita precoce pode resultar em uma silagem com baixo teor de nutrientes, enquanto a colheita tardia pode levar a um aumento do teor de fibra e redução da digestibilidade.

O processo de ensilagem, que envolve a compactação e o armazenamento do milho picado, é essencial para a conservação dos nutrientes e a produção de uma silagem de alta qualidade. É fundamental garantir a exclusão do oxigênio do silo, pois ele pode promover o crescimento de microrganismos indesejáveis que degradam os nutrientes. A compactação adequada do material no silo é crucial para evitar a formação de espaços vazios, que podem servir como ponto de entrada para o oxigênio.

Erros Comuns na Produção de Milho para Silagem: Evite Perdas Críticas

Apesar de parecer simples, a produção de silagem exige atenção a diversos detalhes que podem influenciar a qualidade final do produto. A seguir, exploramos 7 erros comuns que podem sabotar sua produção de milho para silagem, e como evitá-los para obter resultados satisfatórios.

1. Escolha da Variedade Incorreta

A escolha da variedade de milho é crucial para a produção de silagem de alta qualidade. Uma variedade inadequada pode resultar em baixo rendimento de matéria seca, baixa digestibilidade e menor teor de nutrientes. É essencial escolher uma variedade que seja adaptada às condições climáticas da região e que apresente características desejáveis, como alto rendimento de matéria seca, boa digestibilidade e alto teor de nutrientes.

2. Data de Plantio Incorreta

O plantio do milho para silagem deve ser realizado na época adequada para garantir que a planta tenha tempo suficiente para se desenvolver e atingir o estágio ideal de colheita. O plantio precoce pode aumentar a produtividade, enquanto o plantio tardio pode resultar em uma silagem de menor qualidade devido ao baixo teor de matéria seca. É importante consultar calendários de plantio específicos para a região e considerar as condições climáticas.

3. Densidade de Plantio inadequada

A densidade de plantio influencia diretamente o desenvolvimento das plantas e a produtividade da silagem. Uma densidade de plantio inadequada pode resultar em competição por nutrientes e luz, levando à redução do rendimento de matéria seca e do teor de nutrientes. É importante consultar recomendações de densidade de plantio para a variedade de milho escolhida e para as condições de cultivo da região.

4. Falta de Nutrição Adequada

A nutrição do milho é fundamental para o crescimento e desenvolvimento da planta e para a produção de uma silagem de alta qualidade. A falta de nutrientes, como nitrogênio, fósforo e potássio, pode resultar em plantas com desenvolvimento atrofiado, baixa produtividade e menor teor de nutrientes na silagem. É importante realizar análises de solo para determinar as necessidades nutricionais do milho e aplicar os fertilizantes adequados.

5. Colheita no Estágio Incorreto

A colheita do milho para silagem deve ser realizada no estágio ideal de maturação, quando o grão atinge o estágio de leite-dente. A colheita precoce pode resultar em uma silagem com baixo teor de nutrientes, enquanto a colheita tardia pode levar a um aumento do teor de fibra e redução da digestibilidade. É importante observar os sinais de maturação do milho e utilizar um medidor de umidade para determinar o momento ideal da colheita.

6. Compactação inadequada do Silo

A compactação adequada do milho picado no silo é essencial para a exclusão do oxigênio, que pode promover o crescimento de microrganismos indesejáveis e a degradação dos nutrientes. A falta de compactação pode resultar em uma silagem de menor qualidade, com menor valor nutricional e maior perda de nutrientes.

7. Armazenamento Inadequado da Silagem

O armazenamento inadequado da silagem pode resultar em perdas significativas de nutrientes e deterioração do produto. É fundamental garantir que o silo seja impermeável, bem ventilado e que as paredes e o fundo estejam livres de rachaduras ou outros defeitos. A temperatura e a umidade do silo também devem ser monitoradas regularmente para evitar a deterioração da silagem.

Maximize o Potencial da Silagem: Dicas Essenciais para Sucesso

Para alcançar uma silagem de alta qualidade e garantir o sucesso do seu negócio, siga estas dicas essenciais:

  • Escolha da variedade: Selecione uma variedade de milho adaptada às condições climáticas da região, com alto rendimento de matéria seca, boa digestibilidade e alto teor de nutrientes.
  • Data de plantio: Planeje o plantio do milho para silagem em época adequada, considerando o ciclo de crescimento da variedade escolhida e as condições climáticas.
  • Densidade de plantio: Adote a densidade de plantio recomendada para a variedade de milho escolhida e para as condições de cultivo da região.
  • Nutrição do milho: Realize análises de solo para determinar as necessidades nutricionais do milho e aplique os fertilizantes adequados.
  • Colheita no ponto ideal: Monitore o desenvolvimento do milho para silagem e colha no estágio ideal de maturação, quando o grão atinge o estágio de leite-dente.
  • Compactação adequada: Compacte adequadamente o milho picado no silo para excluir o oxigênio e evitar o crescimento de microrganismos indesejáveis.
  • Armazenamento correto: Utilize um silo impermeável, bem ventilado e livre de defeitos. Monitore a temperatura e a umidade do silo regularmente para garantir a qualidade da silagem.

Tecnologia e Inovação na Produção de Milho para Silagem

A tecnologia e a inovação estão desempenhando um papel cada vez mais importante na produção de milho para silagem, oferecendo ferramentas e soluções para otimizar os processos e aumentar a eficiência.

A utilização de softwares de gestão de fazendas permite o monitoramento em tempo real das condições do cultivo, como temperatura, umidade e precipitação. Essa informação é crucial para tomar decisões estratégicas sobre o manejo do milho, como a aplicação de fertilizantes e a data de colheita.

As máquinas de colheita e ensilagem também estão se tornando cada vez mais sofisticadas, com sistemas de automação que permitem otimizar os processos de colheita e compactação. Essas máquinas podem ser equipadas com sensores que monitoram a qualidade da silagem e ajustam automaticamente os parâmetros de corte e compactação.

A tecnologia também está sendo utilizada para desenvolver novos métodos de ensilagem, como a ensilagem anaeróbica, que utiliza embalagens de plástico para armazenar a silagem e garantir a exclusão do oxigênio. Essa técnica oferece vantagens como menor perda de nutrientes e maior qualidade da silagem.

A utilização de drones para monitorar os campos de milho também está se tornando cada vez mais comum. Os drones podem capturar imagens aéreas de alta resolução, permitindo a identificação de problemas como pragas, doenças e deficiências nutricionais.

FAQs sobre a Produção de Milho para Silagem

1. Qual a melhor época para plantar milho para silagem?

A época ideal para plantar milho para silagem varia de acordo com a região e a variedade escolhida. É importante consultar calendários de plantio específicos para sua região e considerar o ciclo de crescimento da variedade. Em geral, o plantio precoce é recomendado para maximizar o potencial de crescimento da planta e garantir uma colheita no estágio ideal de maturação.

2. Como escolher a variedade de milho ideal para silagem?

A escolha da variedade de milho ideal para silagem depende de diversos fatores, como o clima da região, a época de plantio, o tipo de solo e as necessidades nutricionais do gado. É importante escolher uma variedade que seja adaptada às condições locais e que apresente características desejáveis, como alto rendimento de matéria seca, boa digestibilidade e alto teor de nutrientes.

3. Qual a importância da compactação no silo?

A compactação adequada do milho picado no silo é fundamental para a exclusão do oxigênio, que pode promover o crescimento de microrganismos indesejáveis e a degradação dos nutrientes. A falta de compactação pode resultar em uma silagem de menor qualidade, com menor valor nutricional e maior perda de nutrientes.

4. Como posso monitorar a qualidade da silagem?

A qualidade da silagem pode ser monitorada através de análises de laboratório, que determinam o teor de nutrientes, a digestibilidade e a presença de microrganismos indesejáveis. Também é possível utilizar medidores de umidade para avaliar o teor de água na silagem e determinar se ela está no ponto ideal de colheita.

5. Quais as principais doenças e pragas que podem afetar a produção de milho para silagem?

O milho para silagem pode ser afetado por diversas doenças e pragas, como a ferrugem asiática, o bicudo do milho, o percevejo-da-soja e a lagarta-do-cartucho. É importante monitorar os campos de milho regularmente para identificar esses problemas e aplicar medidas de controle, como o uso de fungicidas e inseticidas.

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here