Não Venda Seu Gado Antes de Ler esta Reportagem


touro nelore cara com chifres 640x504 1

Não Venda Seu Gado Antes de Ler esta Reportagem

Depois de sofrer uma queda drástica de preços em maio, os preços da arroba parecem ter finalmente encontrado o primeiro degrau da escada para uma nova valorização!

Essa observação pode ser útil na hora da compra de insumos e, também, na venda dos animais. No caso do boi gordo, em relação aos preços …

O mês de maio, como já havíamos anunciado aqui no Portal, foi marcado por uma forte queda nos preços da arroba de gado vivo nos principais mercados de produção e comercialização do país. No entanto, uma mudança de cenário já começa a ser vista com a mudança do mês.

Os preços encerraram a primeira semana de junho com melhores expectativas, de estáveis ​​para mais altas, dependendo da região.

Confira as novidades abaixo!

Patrocinadores

Com a melhora na oferta de animais para abate ao longo do mês de maio, os frigoríficos exerceram pressão ao longo do mês, testando níveis mais baixos na compra de gado dos pecuaristas.

Nesta sexta-feira, 3, foi observada uma mudança de cenário.

A mudança ainda não sugere muita valorização do namoro, porém, já se pode dizer que o primeiro degrau da escada para nova valorização foi encontrado!

Além disso, o ruído em torno da política de tolerância zero adotada pela China no mercado continua impactando as decisões dos frigoríficos exportadores na compra de gado, com o país asiático mantendo embargos à exportação de algumas unidades.

Patrocinadores

O preço do gado destinado à exportação é de R$ 305,00/@. No aplicativo da Agrobrazil, a melhor oferta do dia ocorreu em Araraquara, interior de São Paulo, a R$ 310,00/@ com pagamento à vista e abate previsto para 23 de junho. Segundo a Scot Consultoria, os preços de todas as categorias destinadas para abate de animais destinados ao mercado interno abriu o dia estável na comparação diária. Estão ocorrendo ofertas abaixo do benchmark, mas não há negócios reais.

As referências para arroba de boi, vaca e novilha são R$ 297,00/@, R$ 272,00/@ e R$ 292,00/@, respectivamente, preços bruto e a prazo. Por sua vez, o Cepea Indicado, colaborando com o movimento de melhores perspectivas para o mês de junho, encerrou a semana se recuperando de quedas consecutivas e, com isso, teve alta de 1,25% na comparação diária. Assim, os preços passaram de R$ 308,65/@ para o patamar de R$ 312,50/@, nesta sexta-feira.

A cotação do dólar, por sua vez, foi de US$ 65,32/@. Em relação à China, as operações no porto de Xangai voltaram à normalidade desde o dia 1º. Percebe-se um possível relaxamento da política de tolerância zero contra a Covid-19, o que pode mudar a dinâmica em torno dos embargos impostos a alguns frigoríficos brasileiros.

De acordo com avaliação do IHS Markit, o melhor equilíbrio entre oferta e demanda que se espera para as próximas semanas de junho trará maior estabilidade aos preços do boi gordo, “dando sinais de que os preços no mercado interno atingiram o fundo do poço”.

Patrocinadores

O primeiro fator a ser considerado é a esperada retomada das exportações para a China por parte de frigoríficos que tiveram suas operações para o país asiático bloqueadas por uma semana. “O prazo expirou e aparentemente as atividades foram retomadas, o que deve levar as indústrias de volta ao mercado comprador de animais padronizados para venda no mercado chinês (animais mais jovens abatidos, geralmente com menos de 30 meses)”, prevê o IHS.

screenshot 102 1 11zon optimized

Com isso, os preços por arroba de boi gordo na modalidade terminação nos principais mercados de comercialização do Brasil foram os seguintes em 3 de junho, segundo a Agência Safras:

Na capital paulista, a referência para a arroba de boi era de R$ 304 em a arroba.

Em Dourados (MS), foi indicado a R$ 271.

A arroba de gado engordado em Cuiabá (MT) foi indicada a R$ 273.

Patrocinadores

Em Uberaba (MG), os preços a R$ 280 por arroba.

Em Goiânia (GO) a indicação era de R$ 270 para a arroba. Horário de abate, segundo Agrifatto Em São Paulo, as indústrias fecharam na sexta-feira com 11 dias úteis programados, 1 dia a menos que na semana passada.

No Pará, as horas de abate são em média 19 dias úteis;

As indústrias de mineração encerraram a semana com ligações próximas a 13 dias úteis;

Patrocinadores

Em Goiás, as horas de abate são em média 10 dias úteis, um decréscimo de 1 dia em relação à semana passada.

Os frigoríficos de Mato Grosso e Tocantins encerraram a semana com média de 9 dias úteis; Em Rondônia, o cronograma de abate está próximo de 8 dias úteis, 1 dia a menos que na sexta-feira passada.

As indústrias de Mato Grosso fecharam a semana com escalas próximas a 6 dias úteis, 2 dias de queda na comparação semanal.

Resumo do mercado de gado vivo para maio

Os preços do gado para abate oscilaram ao longo do mês de maio, caindo na maior parte do tempo.

Patrocinadores

A pressão veio do aumento da oferta de gado, que é comum nesta época do ano, quando

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here