Roraima e os Desafios da Defesa Agropecuária

Divisas Vulneráveis

Roraima enfrenta desafios significativos quando o assunto é Defesa Agropecuária, já que compartilha fronteiras com países que não têm um controle definido sobre pragas quarentenárias ausentes no Brasil. Essas pragas representam uma ameaça à comercialização nacional e internacional de alimentos, exigindo atenção especial por parte dos governos federal e estadual.

Importância da Conscientização

A população precisa entender a importância de cuidar das divisas aéreas, terrestres e aquáticas, uma vez que essas pragas podem ser inadvertidamente transportadas por transeuntes. A sensibilidade em relação a essa questão reflete a necessidade de conscientização e participação ativa da população.

Barreiras Físicas e Monitoramento Incipiente

Para enfrentar esse desafio, Roraima conta com seis barreiras físicas que verificam a entrada de veículos e pessoas que possam estar trazendo materiais contaminados. Além disso, há monitoramento constante em todos os municípios do Estado. Apesar dos esforços incipientes, é fundamental reforçar e aprimorar esse trabalho, uma vez que a segurança alimentar de outros estados do Brasil está diretamente ligada ao controle eficaz de pragas em Roraima.

Evento e Intercâmbio de Informações

Recentemente, a Agência de Defesa Agropecuária de Roraima (ADERR) e o Sindicato dos Fiscais Agropecuários do Estado de Roraima (SINFEARR) promoveram o II Workshop da Fiscalização Agropecuária e a I Semana de Defesa Agropecuária. O evento contou com a participação de empresas privadas e outras instituições públicas, visando aprimorar a qualidade técnica dos servidores e a troca de informações com profissionais de outros estados.

Patrocinadores

Defesa Agropecuária: Um Compromisso Coletivo

A defesa agropecuária não deve ser apenas uma preocupação dos profissionais da área, mas de todos os produtores e residentes rurais. Investir na defesa agropecuária é crucial para garantir que novos mercados se abram para os produtos e subprodutos de Roraima. É por isso que esse tema deve ser constantemente debatido, estudado e inovado. A defesa agropecuária é fundamental para o progresso do setor agropecuário e para a economia como um todo.

Gustavo Domingues
Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Roraima vive diferentes desafios quando o assunto é Defesa Agropecuária, o Estado faz divisas com países que não tem controle definido para uma série de pragas quarentenárias ausentes no Brasil, e que podem adentrar o país e desencadear um controle que pode até embargar a comercialização nacional e internacional de carnes, frutas, cereais entre outros.

Isso faz com que os Governos Federal e Estadual tenham que ter umas sensibilidade para com nossas divisas, sejam elas aéreas, terrestres ou aquáticas, e, a população têm que saber da sua importância nesse cenário, pois, muitas dessas pragas são inocentemente transportadas por transeuntes.

Patrocinadores

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Roraima enfrenta esse desafio com 06 barreiras físicas que verificam a entrada de veículos e pessoas que possam estar adentrando com algum material que possa carregar essas possíveis pragas, além de monitoramento para o aparecimento em todos os municípios do Estado. Mesmo que de forma incipiente, haja visto a gravidade do assunto, é feito um trabalho que deve ser reforçado e melhorado ano a ano, pois a segurança alimentar de Estados como Bahia, Pernambuco, São Paulo, Minas Gerais e todos os outros entes da federação, estão intrinsecamente ligados aos controle que Roraima têm que ter para com essas pragas.

A Agência de Defesa Agropecuária de Roraima ADERR e o Sindicato dos Fiscais Agropecuários do Estado de Roraima SINFEARR, realizaram dos dias 27 a 30 de novembro, II Workshop da Fiscalização Agropecuária e a I Semana de Defesa Agropecuária. A iniciativa, contou com apoio de empresas do setor privado e outras instituições públicas, por todos entenderem a relevância do assunto e o melhoramento da qualidade técnica dos nossos servidores em geral.

Patrocinadores

A defesa agropecuária não interessa somente aos profissionais da área, mas aos produtores e autônomos rurais, que puderam aprender com profissionais de outros estados, como das agências de defesa de Santa Catarina, Maranhão, Rondônia e São Paulo. Que aqui estiveram fazendo um intercambio de informações.

É por isso que a defesa agropecuária sempre deve ser tema de debate. Com constante estudo, encontros e inovação, Roraima tem inúmeros desafios, como exemplo, a área livre de aftosa sem vacinação, dentre tantos outros que podemos abordar futuramente. Investir na defesa agropecuária é preparar o terreno para que empresas possam se estabelecer em nossos municípios, mercados de outros Estados possam se abrir para receber nossos produtos e subprodutos. O agro só não para se a defesa agropecuária não parar.

Gustavo Domingues

FAQ sobre Defesa Agropecuária

1. Por que a defesa agropecuária é tão importante?

A defesa agropecuária é crucial para proteger a produção nacional de possíveis pragas que podem afetar a segurança alimentar e até mesmo embargo a comercialização de produtos.

Patrocinadores

2. Quais os desafios enfrentados por Roraima na área da defesa agropecuária?

Roraima faz fronteira com países que não têm controle definido para pragas quarentenárias, o que torna a vigilância ainda mais crucial para evitar a entrada dessas ameaças no país.

3. Como a população pode contribuir para a defesa agropecuária?

A população pode colaborar evitando o transporte de materiais que possam carregar pragas, bem como apoiando iniciativas e políticas de vigilância da defesa agropecuária.

4. Como Roraima está lidando com esses desafios?

Roraima tem estabelecido barreiras físicas e monitoramento em todos os municípios para evitar a entrada de pragas, além de promover eventos e workshops para capacitar e atualizar os profissionais da área.

5. Por que a defesa agropecuária deve ser tema de debate e investimento?

Investir na defesa agropecuária é fundamental para garantir a segurança alimentar, abrir mercados para os produtos locais e preparar o terreno para o desenvolvimento da agropecuária.

Patrocinadores

Gustavo Domingues

Verifique a Fonte Aqui

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here