Estudo revela viabilidade de maior produção de soja no Oeste Paulista

Um experimento científico de longa duração realizado no Oeste Paulista trouxe resultados surpreendentes quanto à viabilidade de aumentar a produção de soja na região. A integração com pastagem mostrou-se benéfica, resultando em um maior rendimento na produção de plantas, especialmente diante das melhorias no solo causadas pela presença de nematoides.

A pesquisa, desenvolvida pela bióloga Gabriela Lozano Oliverio Salvador em sua tese de doutorado, analisou os atributos físicos, químicos e biológicos do solo em um sistema de integração lavoura-pecuária na produção de soja com a incidência de nematoides. O estudo foi realizado durante três anos na Fazenda Vó Altino, em Caiuá, propriedade da empresa Facholi Sementes e Nutrição.

Neste artigo, vamos explorar mais detalhes sobre os benefícios encontrados nesse experimento, os dados técnicos-científicos revelados e a importância dessas descobertas para a cadeia produtiva agrícola na região do Oeste Paulista. Acompanhe para saber mais sobre como a integração lavoura-pecuária pode impactar positivamente a produção de soja e o meio ambiente.

Além disso, confira abaixo esses posts:

Patrocinadores

MEGA SORGO SANTA ELISA

Pragas de Milho e Sorgo: Descubra as Ameaças Ocultas para Sua Colheita

06 Dicas Essenciais para Plantar Sorgo com Sucesso

Silagem de Sorgo

Patrocinadores

Benefícios da integração lavoura-pecuária na produção de soja

O estudo realizado na região do Oeste Paulista demonstrou os benefícios da integração lavoura-pecuária na produção de soja. A pesquisa conduzida durante três anos evidenciou que a presença de nematoides fitopatogênicos não prejudicou a produtividade da cultura. Pelo contrário, houve um aumento significativo na produção de soja e de capim, além de melhorias nas condições do solo, tanto físicas, químicas e biológicas.

Promoção da diversidade na macrofauna do solo

Um dos resultados interessantes do estudo foi a promoção da diversidade na macrofauna do solo, preservando espécies como minhocas, aranhas e colembolas. Diferentemente do sistema convencional, a integração lavoura-pecuária contribui para a conservação desses organismos fundamentais para a saúde do solo.

Impacto positivo na produção e no meio ambiente

O incremento na área cultivada com soja a partir da integração lavoura-pecuária não apenas favorece a geração de empregos e renda nos municípios, mas também promove a preservação do meio ambiente. O sistema integrado apresenta benefícios tanto para os produtores rurais quanto para toda a cadeia produtiva do agronegócio, contribuindo para a sustentabilidade e a eficiência da produção agrícola.

Promoção da qualidade sustentável do sistema

Os dados científicos obtidos no experimento confirmam que a integração lavoura-pecuária é uma alternativa viável para o manejo conservacionista do solo. A diversificação de culturas e o controle eficaz de pragas, como os nematoides, promovem uma maior qualidade sustentável ao sistema, garantindo a produtividade e a saúde do solo a longo prazo.

Patrocinadores

Além disso, confira abaixo esses posts:

Preço do Bezerro Nelore e Mestiço Atualizado

Preço da vaca Nelore e Mestiça Atualizado

Preço do Milho Atualizado

Patrocinadores

Preço da Soja Atualizado

Benefícios da Integração Lavoura-Pecuária na Produção de Soja

Nesta conclusão, foi possível observar os resultados positivos do experimento de longa duração realizado na região do Oeste Paulista, que avaliou a viabilidade da produção de soja em solos frágeis, mesmo na presença de nematoides. A integração com a pastagem gerou benefícios significativos tanto para a produção de culturas quanto para a melhoria do solo, com destaque para a preservação da macrofauna do solo.

Impacto Econômico e Ambiental

Os dados técnicos-científicos apresentados no estudo indicam que a integração lavoura-pecuária pode trazer benefícios na cadeia produtiva, garantindo maior rendimento e preservação do meio ambiente. Além disso, a diversificação de culturas proporciona uma maior qualidade sustentável ao sistema agrícola.

Conclusão Positiva para o Agronegócio

Portanto, os resultados obtidos reforçam a importância da adoção de práticas sustentáveis na agricultura, como a integração lavoura-pecuária, que não só contribuem para o aumento da produtividade, mas também para a preservação dos recursos naturais e o desenvolvimento econômico das regiões agrícolas.

Patrocinadores

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Análise de Experimento Científico sobre Produção de Soja em Solo Integrado

Neste artigo, apresentamos os resultados de um experimento científico de longa duração que avaliou o ambiente de produção de solo e planta, mostrando a viabilidade de maior produção de soja na região do Oeste Paulista. A integração com pastagem gerou benefícios de rendimento na produção diante das melhorias do solo com presença de nematoides, parasitas microscópicos de solo e água.

FAQs sobre o Estudo

1. Quais foram os resultados do experimento?

O experimento mostrou um aumento nas produções de soja e capim, além de melhorias nas condições do solo, tanto físicas quanto químicas e biológicas, ao longo de três anos de avaliação.

2. Quais foram os benefícios na cadeia produtiva identificados no estudo?

O sistema integrado preservou a macrofauna do solo e indicou a viabilidade do aumento da área cultivada com soja, gerando mais empregos, renda aos municípios, e promovendo a preservação do meio ambiente, beneficiando produtores rurais e a cadeia produtiva do agronegócio.

Patrocinadores

3. Quais foram os dados técnicos-científicos avaliados no experimento?

O estudo analisou atributos químicos, físicos e biológicos do solo em sistemas de integração lavoura-pecuária, além do controle de nematoides na soja, da avaliação de nematoides de vida livre em solos arenosos, e da produtividade da soja, indicando que sistemas com maior acúmulo de resíduos apresentaram melhor desempenho dos atributos avaliados.

4. Como a presença de nematoides afetou a produção de soja?

Apesar da presença de nematoides fitopatogênicos no solo, o estudo demonstrou que a produtividade da soja foi maior nos sistemas integrados, indicando que os benefícios da integração superaram os efeitos negativos dos parasitas.

5. Quem liderou e participou do estudo?

O experimento foi desenvolvido pela bióloga Gabriela Lozano Oliverio Salvador, com orientação do professor doutor Fábio Fernando de Araújo e participação de uma equipe da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Jornal Do Campo

Patrocinadores

Verifique a Fonte Aqui

Experimento científico de longa duração avalia ambiente de produção de solo e planta. Os resultados encontrados indicam viabilidade de maior produção de soja na região do Oeste Paulista. A integração com pastagem gera benefícios de rendimento na produção diante de melhorias do solo com presença de nematoides, que são parasitas microscópicos de solo e de água. 

O estudo foi desenvolvido pela bióloga Gabriela Lozano Oliverio Salvador com a orientação do professor doutor Fábio Fernando de Araújo, com sua tese de doutorado levada à defesa publica e aprovada junto ao Programa de Pós-graduação em Agronomia, pelo qual a Unoeste oferece mestrado e doutorado.

A tese “Atributos físicos, químicos e biológicos do solo em sistema de integração lavoura-pecuária na produção de soja com incidência de nematoides” resultou do experimento de campo realizado durante três anos na Fazenda Vó Altino, no município de Caiuá e de propriedade da empresa Facholi Sementes e Nutrição, com sede em Santo Anastácio. 

Em caráter interinstitucional, a pesquisa teve participação de uma equipe da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Dracena; e co-orientação da tese pela professora doutora Claudia Regina Dias Arieira, da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

No estudo com bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) foi feita a quantificação dos benefícios da produção de soja em integração com pastagem sobre o rendimento e melhorias do solo em áreas com presença de nematoides fitopatogênicos. 

Conforme o orientador, foi verificada na avaliação média de três anos que ocorreu aumento nas produções de soja e de capim, além de melhorias das condições do solo nas propriedades físico-químicas e biológicas. 

O que leva à conclusão de que pode ser realizada produção de soja em solos mais frágeis, como são os arenosos da região oeste paulista, mesmo com a presença de parasitas como são os nematoides.

Benefícios na cadeia produtiva

Um resultado interessante e que de certa forma é inédito para a região, considerando que o sistema integrado preserva mais a macrofauna do solo, composta por minhocas, aranhas, colembolas, etc; que foi dizimada pelo sistema convencional.

Dr. Fábio comenta que os resultados do estudo indicam a viabilidade do aumento da área cultivada com soja, o que apresenta a geração de mais emprego e renda aos municípios, além de maior preservação do meio ambiente. Os benefícios são para produtores rurais e aos envolvidos na cadeia produtiva do agronegócio.

Dados técnicos-científicos

Os dados técnicos-científicos do experimento são apresentados no resumo da tese, no qual consta que a demanda por alimento e a expansão demográfica, impulsiona práticas de manejo intensiva das áreas agrícolas, que muitas vezes proporciona impactos negativos para os recursos naturais, comprometendo as condições edáficas; e que os sistemas de integração lavoura pecuária são alternativas para o manejo conservacionista do solo, sustentada pela diversificação de culturas com o potencial de promover maior qualidade sustentável ao sistema.

“O objetivo do trabalho foi avaliar de forma integrada os atributos químicos, físicos e biológicos do solo em sistemas de integração lavoura pecuária; além do efeito no controle da comunidade de Pratylenchus spp. e Helicotylenchus spp. na soja, e da avaliação de nematoides de vida livre em solos arenosos, assim como a macrofauna edáfica e a produtividade da soja. O experimento foi conduzido durante três anos no município de Caiuá/SP, em blocos ao acaso com três repetições dos tratamentos: Pousio CV: soja (com revolvimento do solo); Pousio PD: soja (sem revolvimento do solo); Ruziziensis: soja – Urochloa ruziziensis; Brizantha: soja – Urochloa brizantha”, conforme pontuado no resumo.

Gabriela Lozano Oliverio Salvador: aprovada para receber o título de Doutora em Agronomia | Foto: Homéro Ferreira/AI Unoeste

O conteúdo do resumo é finalizado dizendo que sistemas de integração com maior acúmulo de resíduos apresentaram melhor desempenho dos atributos avaliados, favorecendo as funções biológicas dos nematoides de vida livre, que tiveram maior presença nesses sistemas.

E que Pratylenchus foi encontrado em maior número na raiz da soja nos tratamentos com integração, sendo que, entretanto, foi verificada maior produtividade da soja; demonstrando a efetividade que o sistema de manejo pode agregar ao solo; e que o efeito deletério do fitonematoides foi inferior aos benefícios proporcionados pela integração, além de promover maior diversidade da macrofauna edáfica; termo técnico que se refere às características físicas e químicas do solo.

Patrocinadores

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here